Uso de anti-inflamatórios tem benefício incerto em pacientes com doenças periodontais

Por Cassiano Kuchenbecker Rösing, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Faculdade de Odontologia, Porto Alegre, RS, Brasil

As “doenças de gengiva”, chamadas de doenças periodontais, são causadas por contaminação bacteriana e, induzidas por uma inflamação local, podem levar a uma destruição dos tecidos ao redor do dente. O tratamento para essas doenças consiste, basicamente, na remoção mecânica dos contaminantes bacterianos pelo cirurgião-dentista. Portanto, a necessidade do uso de anti-inflamatórios em pacientes com essa doença é controversa, segundo uma revisão de literatura publicada na Revista Gaúcha de Odontologia, volume 64, número 3, sob o título “Efeito do uso de agentes moduladores de resposta inflamatória em gengivites e periodontites” realizada por pesquisadores da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Em busca de respostas sobre o tratamento mais adequado, foram desenvolvidas pesquisas para verificar se há benefícios no uso de anti-inflamatórios em pacientes com doenças periodontais. Observou-se que a maioria dos estudos realizados em humanos utilizou anti-inflamatórios não-esteroides, como Ibuprofeno® e Naproxeno®, em diferentes esquemas de uso. Segundo os levantamentos, o uso desses fármacos apresenta benefícios adicionais para a saúde dos tecidos periodontais, quando comparados com a não utilização do fármaco, em períodos curtos de utilização. Contudo, esse efeito parece não permanecer a longo prazo. Dessa maneira, até o momento, não há justificativa para o seu uso como medida terapêutica das doenças periodontais.

O efeito dos anti-inflamatórios esteroides sob os tecidos periodontais foi avaliado por poucos estudos. Os levantamentos, no entanto, apontaram um possível efeito danoso sobre as estruturas gengivais. Dessa maneira, o estudo concluiu que o uso de anti-inflamatórios não-esteroides pode apresentar benefícios para os tecidos periodontais, porém são necessários mais estudos de longa duração para esclarecer o real benefício dos medicamentos.

Para ler o artigo, acesse

CAVAGNI, J., MUNIZ, F.W.M.G., and RÖSING, C.K. The effect of inflammatory response modulator agents on gingivitis and periodontitis. RGO, Rev. Gaúch. Odontol. 2016, v. 64, nº 3, p. 312-319. [viewed 20th October 2016]. ISSN: 1981-8637. DOI: 10.1590/1981-8637201600030000112165. Available from: http://ref.scielo.org/48kyhb

Link externo

RGO – Revista Gaúcha de Odontologia: <http://www.scielo.br/rgo>

 

Como citar este post [ISO 690/2010]:

RÖSING, C.K. Uso de anti-inflamatórios tem benefício incerto em pacientes com doenças periodontais [online]. SciELO em Perspectiva | Press Releases, 2016 [viewed ]. Available from: http://pressreleases.scielo.org/blog/2016/12/08/uso-de-anti-inflamatorios-tem-beneficio-incerto-em-pacientes-com-doencas-periodontais/

 

One Thought on “Uso de anti-inflamatórios tem benefício incerto em pacientes com doenças periodontais

  1. Nossa, muito interessante este estudo. Li o artigo,achei bem complexo e completo. Que a pesquisa avance cada vez mais!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Post Navigation