Tag: Linguística; Letras E Artes

Vidas e afetos no contracanto de democracias equilibristas: resistências em práticas discursivas de contestação em tempos de ‘Horror Perfeito’

Discursos da extrema direita, combinados com ideários político-econômicos neoliberais, apresentam vigor destrutivo aos ganhos políticos e éticos de movimentos sociais e identitários constituídos na segunda metade do século XX. Este artigo ressalta os estudos da linguagem em ação na resistência ao que o autor e a autora chamam de ‘Horror Perfeito’, junção do Horror Econômico e do Horror Sociopolítico. Read More →

Cidadania Linguística em ação: lutas por direitos no Sul Global

Vozes e agências de corpos que transgridem a lógica do homem moderno colonial dão corpo à Cidadania Linguística, um conceito inovador para se pensar sobre formas de sobreviver, resistir e reexistir no Sul Global. Read More →

TLA e o trabalho coletivo de reafirmar e reeditar resistências

Em quase quatro décadas, Trabalhos em Linguística Aplicada (TLA) tem sido um importante mediador na produção de conhecimento aplicado sobre a linguagem. Nesta semana especial, o periódico apresenta oito artigos que mostram o vigor e o futuro do campo. Read More →

Habitações teatrais misturam ficção no cotidiano de bairros tradicionais de Belo Horizonte

Abordando as habitações teatrais “Saudade” e “Naquele Bairro Encantado”, realizadas pelo grupo Teatro Público de Belo Horizonte, MG, o estudo propõe pensar o habitar como estética do público e, para isso, são esboçadas algumas características da habitação teatral a partir das estéticas ligadas ao caminhar e a outras práticas espaciais. Read More →

O que a primeira tradução de Grande sertão: veredas ainda pode revelar

Cartas trocadas entre a tradutora estadunidense Harriet de Onís e os editores da Alfred A. Knopf, Inc. iluminam aspectos pouco conhecidos da elaboração e publicação da tradução de Grande sertão: veredas, de Guimarães Rosa, para o inglês. Read More →

Os mistérios da obra de Machado de Assis – e como as plataformas digitais podem ajudar a solucioná-los

Os entrevistados Sílvia Maria Azevedo, Marta de Senna e João Roberto Faria comentam como o recurso a plataformas digitais os auxiliaram a esclarecer situações antes obscuras e como ainda pode auxiliar a solucionar diversos outros enigmas da obra de Machado de Assis. Read More →

A literatura brasileira como guia para leitura da obra de Alexandra Lucas Coelho

Pesquisa empreende leituras de livros da escritora portuguesa Alexandra Lucas Coelho a partir de articulação com obras consagradas da literatura brasileira, nomeadamente as de Machado de Assis e Mário de Andrade. O estudo revela que o exercício de compreensão do Brasil dialoga de diferentes modos com a tradição literária brasileira, ora se aproximando do nacionalismo romântico-modernista, elemento da poética marioandradina, ora da ambiguidade, incerteza e dos diferentes pontos de vista presentes na prosa machadiana. Read More →

Corrigir ou não corrigir? As limitações e os limites da edição de textos de Machado de Assis

Os entrevistados João Roberto Faria e Marta de Senna relatam as suas experiências diante da necessidade de intervir sobre o texto machadiano, a fim de atualizar e uniformizar os usos da escrita do autor, e explicam alguns dos procedimentos editoriais que adotaram. Read More →

A importância da metalepse na ficção de Machado de Assis

Pesquisa propõe reflexão sobre o uso de um conceito recente para explicar um recurso metaficcional antigo presente na ficção machadiana: a metalepse. Conforme pesquisadora aponta, se por um lado a presença de tal recurso na obra de Machado de Assis registra a filiação do escritor a certa linhagem da tradição literária europeia, por outro revela como o autor revisitou tal tradição, estabelecendo em sua obra um diálogo com as especificidades da sociedade e da cultura de seu tempo. Read More →

Machado de Assis, escritor de muitas faces: editando diferentes gêneros textuais

Os entrevistados Sílvia Maria Azevedo e João Roberto Faria comentam as especificidades do processo de edição de textos de gêneros distintos, a partir de suas experiências com a edição, respectivamente, da crítica e do teatro de Machado de Assis. Read More →