Tag: Políticas Públicas

Políticas e iniciativas de cuidado a partir do protagonismo da pessoa idosa na Atenção Básica

Em uma sociedade onde envelhecer é vergonhoso, ousamos nos desprender do pragmatismo cartesiano que custeia a fabricação de individualidades conformadas às estruturas de poder e que desnaturaliza o envelhecimento para buscar alternativas não só de um protagonismo sociopolítico, mas de políticas singulares às necessidades das pessoas idosas. Read More →

Como inibir a incidência de corrupção e má gestão na aplicação dos recursos públicos destinados ao ensino básico?

A corrupção e a má gestão podem ser entendias como desperdício de recursos que ocorrem, principalmente, em função da atuação (comportamento) do agente político na execução das políticas públicas. Os resultados do estudo indicaram que a possibilidade de reeleição do prefeito e a atuação dos conselhos municipais afetaram significativamente a incidência de corrupção. Read More →

Efeitos das políticas públicas para a educação da juventude na América Latina

Estudos abordam as condições de escolarização de jovens na América Latina, mais especificamente na Argentina e na Colômbia. Seguindo temáticas diferentes, as pesquisas observam os efeitos de políticas públicas para os anos finais da Educação Básica. Os casos analisados evidenciam os efeitos das forças sociais e/ou econômicas para a conformação dos estudantes à ordem estabelecida, causando prejuízos a seus percursos formativos na escola. Read More →

Intersetorialidade: desafio para as políticas públicas

Estudos focalizam o tema da intersetorialidade nas políticas públicas no contexto das mudanças do capitalismo contemporâneo e dos retrocessos institucionais e políticos observados na sociedade brasileira. Destacam-se nos debates os desafios da gestão das políticas, das conexões intersetoriais e da gestão territorial. Read More →

Como acontece a representação social dos profissionais do sistema jurídico no caso de abuso sexual infantojuvenil?

É crescente o número de registros de abuso sexual de que são vítimas crianças e adolescentes. No combate à violência, têm papel de destaque juízes, psicólogos e assistentes sociais atuantes em processos judiciais. Suas representações sociais sobre o fenômeno são decisivas para uma adequada efetivação de políticas públicas. Read More →

Controlar as próprias emoções: existem diferenças entre crianças/adolescentes e adultos?

Pesquisadores brasileiros desenvolveram novos instrumentos para identificar a habilidade das pessoas em controlar as próprias emoções. O estudo concluiu que o controle das emoções diante de eventos tristes pode minimizar o desenvolvimento de doenças e, nessa medida, pode contribuir para a elaboração de novas políticas públicas. Read More →

Como acontece a representação social dos profissionais do sistema jurídico no caso de abuso sexual infantojuvenil?

É crescente o número de registros de abuso sexual de que são vítimas crianças e adolescentes. No combate à violência, têm papel de destaque juízes, psicólogos e assistentes sociais atuantes em processos judiciais. Suas representações sociais sobre o fenômeno são decisivas para uma adequada efetivação de políticas públicas. Read More →

Quais as convergências e divergências da BNCC com as demais políticas públicas educacionais brasileiras?

Estudo apresenta uma análise crítica das convergências e divergências da BNCC com as demais políticas públicas, especialmente às que se referem à alfabetização e letramento nos anos iniciais do ensino fundamental da educação básica. A abordagem se deu via pesquisa documental e análise de conteúdo das políticas da educação brasileira. Read More →

O que há de comum entre Don Quixote e o Movimento Escola Sem Partido?

A que regras os discursos do Movimento Escola Sem Partido têm obedecido para fazer valer suas ideias? Estudo procura compreender estes discursos, identificando diferentes estratégias ideológicas que procuram instaurar uma visão dualista do mundo escolar brasileiro. Read More →

“Arte e Cidade” aborda as intervenções artísticas que compõem as paisagens urbanas

Horizontes Antropológicos apresenta artigos com base em pesquisas sociais e etnográficas que mobilizam na cidade as cores, sons e tons que reúnem artistas em suas práticas, que interpretam as intervenções artísticas urbanas. Esta edição, organizada por Cornelia Eckert (UFRGS), Glória Diógenes (UFC), Ligia Dabul (UFF) e Ricardo Campos (CICSNova), traz textos que atualizam as expressões criativas nas cidades pesquisadas, que informam as políticas públicas ou suas ausências, que esclarecem os processos de politização das expressões ou reconhecem em suas marcas as denúncias, ou os silêncios de participações e as invisibilidades das intolerâncias e discriminações. Read More →