Quarenta anos de Alma-Ata, a Conferência que impulsionou os cuidados básicos de saúde no mundo!

Por Maria Cecília de Souza Minayo, Editora-chefe e Luiza Gualhano, Assistente de comunicação, Rio de Janeiro, RJ, Brasil

Ciência & Saúde Coletiva (vol. 25, no. 4) reúne 23 artigos trabalhados por cerca de 80 autores de nove países (Brasil, Uruguai, Peru, Jamaica, Haiti, Estados Unidos da América, Canadá, Portugal e Espanha) sobre temas atinentes à atenção primária (APS). Eles foram escritos por médicos de família, profissionais da Estratégia Saúde da Família, professores e pesquisadores. Tratam principalmente: 1. dos modelos de atenção, gestão e avaliação tanto da organização da AP como do processo de trabalho das equipes que atuam nesse nível (GERVAS; OLIVER; PEREZ-FERNANDEZ, 2020; GOMES; GUTIERREZ; SORANZ, 2020) PISCO; PINTO, 2020; PONZO, 2020; PONKA et al., 2020); 2. da formação profissional em APS e Medicina de Família e Comunidade (internato, programas de residência, mestrado) (ENGSTRON; HORTALE; MOREIRA, 2020; SELLERA et al., 2020); e 3. dos aspectos epidemiológicos, sistemas de informação, prontuários eletrônicos e uso de tecnologias para ampliação do acesso, inclusive, por meio da telessaúde ou telemedicina para áreas remotas (GOMES et al., 2020; GUSSO, 2020; KATZ et al., 2020; MONTEIRO, 2020). Esta edição transpira sabedoria, conhecimento e crítica!

Imagem: Abby Anaday.

O que foi acordado em Alma-Ata pode ser assim resumido: promover cuidados essenciais de saúde, baseados em métodos e tecnologias práticas, cientificamente fundamentadas e socialmente aceitáveis, colocadas ao alcance dos indivíduos, das famílias e da comunidade (PINTO et al., 2020; PISCO; PINTO, 2020). A APS tornou-se parte integrante dos sistemas nacionais de saúde, constituindo o primeiro nível de um continuado processo de assistência e educação voltado para prevenção e proteção das pessoas. A organização da APS varia de acordo com os países e regiões, mas quando as necessidades sociais exigem, ela inclui, além da questão médica e de saúde propriamente dita, distribuição de alimentos, orientação nutricional; tratamento da água e saneamento; planejamento familiar; vacinação; prevenção e controle de doenças endêmicas; tratamento de agravos e lesões comuns; e, oferta de medicamentos essenciais.

Apesar das metas de Alma-Ata não terem sido alcançadas plenamente, os êxitos conseguidos devem ser comemorados, pois, suas propostas continuam fortemente recomendadas. Elas são referência para as reformas que vêm ocorrendo nos sistemas de saúde de diversos países do mundo desde os anos 1980 e 1990. No Brasil, a implantação da Estratégia Saúde da Família, a emergência dos Agentes Comunitários de Saúde, a universalização do aleitamento materno e da oferta de vacinas, por exemplo, são parte desse movimento mundial que preconiza saúde para todos, ou melhor, saúde como direito e dever de todos!

A equipe de Ciência & Saúde Coletiva presta uma homenagem sincera a todos os profissionais que atuam nesse nível de cuidados e contribuem indubitavelmente para a melhoria dos indicadores de saúde, dentre os quais a impressionante queda da mortalidade infantil e o exuberante aumento da expectativa de vida!

Referências

ENGSTROM, E.M., HORTALE, V.A. and MOREIRA, C.O.F. Trajetória profissional de egressos de Curso de Mestrado Profissional em Atenção Primária à Saúde no Município de Rio de Janeiro, Brasil: estudo avaliativo. Ciênc. saúde coletiva [online]. 2020, vol. 25, no. 4, pp. 1269-1280, ISSN: 1413-8123 [viewed 05 May 2020]. DOI: 10.1590/1413-81232020254.30262019. Available from: http://ref.scielo.org/x7j3yk

GERVAS, J., OLIVER, L.L. and PEREZ-FERNANDEZ, M. Medicina de Familia y Comunidad y su papel en evitar los excesos sanitarios (preventivos, diagnósticos, terapéuticos y rehabilitadores). Ciênc. saúde coletiva [online]. 2020, vol. 25, no. 4, pp. 1233-1240, ISSN: 1413-8123 [viewed 05 May 2020]. DOI: 10.1590/1413-81232020254.30082019. Available from: http://ref.scielo.org/5m9jhv

GOMES, C.B.S., GUTIERREZ, A.C. and SORANZ, D. Política Nacional de Atenção Básica de 2017: análise da composição das equipes e cobertura nacional da Saúde da Família. Ciênc. saúde coletiva [online]. 2020, vol. 25, no. 4, pp. 1327-1338, ISSN: 1413-8123 [viewed 05 May 2020]. DOI: 10.1590/1413-81232020254.31512019. Available from: http://ref.scielo.org/8n38kj

GUSSO, G. Classificação Internacional de Atenção Primária: capturando e ordenando a informação clínica. Ciênc. saúde coletiva [online]. 2020, vol. 25, no. 4, pp. 1241-1250, ISSN: 1413-8123 [viewed 05 May 2020]. DOI: 10.1590/1413-81232020254.30922019. Available from: http://ref.scielo.org/ftscgg

KATZ, N., et al. Acesso e regulação ao cuidado especializado no Rio Grande do Sul: a estratégia RegulaSUS do TelessaúdeRS-UFRGS. Ciênc. saúde coletiva [online]. 2020, vol. 25, no. 4, pp. 1389-1400, ISSN: 1413-8123 [viewed 05 May 2020]. DOI: 10.1590/1413-81232020254.28942019. Available from: http://ref.scielo.org/ngybrp

MONTEIRO, B.R. Indicadores de monitorização e desempenho nas unidades de saúde familiar e os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável na saúde (ODS 3): uma análise comparada em Portugal no período de 2013-2018. Ciênc. saúde coletiva [online]. 2020, vol. 25, no. 4, pp. 1221-1232, ISSN: 1413-8123 [viewed 05 May 2020]. DOI: 10.1590/1413-81232020254.31422019. Available from: http://ref.scielo.org/k4ns39

PINTO, L.F., et al. 40 anos de Alma-Ata: desafios da Atenção Primária à Saúde no Brasil e no mundo. Ciênc. saúde coletiva [online]. 2020, vol. 25, no. 4 pp. 1178-1178, ISSN: 1413-8123 [viewed 05 May 2020]. DOI: 10.1590/1413-81232020254.01012020. Available from: http://ref.scielo.org/rxw9qz

PISCO, L. and PINTO, L.F. De Alma-Ata a Astana: o percurso dos Cuidados de Saúde Primários em Portugal,1978-2018 e a génese da Medicina Familiar. Ciênc. saúde coletiva [online]. 2020, vol. 25, no. 4, pp. 1197-1204, ISSN: 1413-8123 [viewed 05 May 2020]. DOI: 10.1590/1413-81232020254.31222019. Available from: http://ref.scielo.org/zf9gv3

PONKA, D., et al. The Contribution of Family Medicine and Family Medicine Leaders to Primary Health Care Development in Americas – from Alma-Ata to Astana and beyond. Ciênc. saúde coletiva [online]. 2020, vol. 25, no. 4, pp. 1215-1220, ISSN: 1413-8123 [viewed 05 May 2020]. DOI: 10.1590/1413-81232020254.29422019. Available from: http://ref.scielo.org/325r8k

PONZO, J. La Medicina Familiar y Comunitaria en Uruguay de 1997 a 2019: ¿cuántos kilómetros faltarán para llegar al pueblo aquel?. Ciênc. saúde coletiva [online]. 2020, vol. 25, no. 4, pp. 1205-1214, ISSN: 1413-8123 [viewed 05 May 2020]. DOI: 10.1590/1413-81232020254.29332019. Available from: http://ref.scielo.org/ptvkvz

SELLERA, P.E.G., et al. Monitoramento e avaliação dos atributos da Atenção Primária à Saúde em nível nacional: novos desafios. Ciênc. saúde coletiva [online]. 2020, vol. 25, no. 4, pp. 1401-1412, ISSN: 1413-8123 [viewed 05 May 2020]. DOI: 10.1590/1413-81232020254.36942019. Available from: http://ref.scielo.org/js3t4c

Para ler os artigos, acesse

Ciênc. saúde coletiva vol.25 no.4 Rio de Janeiro Apr. 2020

Link externo

Ciência & Saúde Coletiva <http://www.cienciaesaudecoletiva.com.br>

Ciência & Saúde Coletiva – CSC: <http://www.scielo.br/csc>

 

Como citar este post [ISO 690/2010]:

MINAYO, M.C.S. and GUALHANO, L.A. Quarenta anos de Alma-Ata, a Conferência que impulsionou os cuidados básicos de saúde no mundo! [online]. SciELO em Perspectiva | Press Releases, 2020 [viewed ]. Available from: https://pressreleases.scielo.org/blog/2020/05/05/quarenta-anos-de-alma-ata-a-conferencia-que-impulsionou-os-cuidados-basicos-de-saude-no-mundo/

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Post Navigation