Category: Ciências Sociais Aplicadas

Está no ar a primeira edição de 2017 do periódico Psico-USF, venha conferir!

Os estudos que compõem a primeira edição do volume 22 do periódico Psico-USF versam sobre diferentes temáticas, desde o desenvolvimento de escalas e suas propriedades psicométricas, passando por revisões de literatura, até pesquisas qualitativas no contexto de Saúde da Família. Também contemplam investigações com diferentes faixas etárias como infantil, adolescente e adulta. Read More →

Serviço Social: marcas e desafios

O número 129 do periódico Serviço Social & Sociedade apresenta os desafios ao Serviço Social e os descompassos e contradições presentes no cotidiano em relação ao projeto ético-político construído ao longo da trajetória do Serviço Social brasileiro e latino-americano. Read More →

Periódicos científicos brasileiros e o dilema: publicar ou não em inglês?

O uso exclusivo ou parcial da língua inglesa na publicação de artigos em periódicos brasileiros tem aquecido o debate na área de Administração, ainda que o objetivo seja impulsionar a disseminação internacional de pesquisas e, consequentemente, dos próprios periódicos. RAE apresenta dois artigos de renomados acadêmicos brasileiros com pontos de vista interessantes sobre esse tema. Read More →

RAE, há 55 anos colaborando para a produção acadêmica em Administração

Um dos mais tradicionais periódicos científicos em Administração do Brasil, a RAE celebra 55 anos com o lançamento de uma edição especial e a participação na Semana Especial do Blog SciELO em Perspectiva|Humanas entre 28 de agosto de 1º de setembro de 2017, apresentando em forma de press releases, entrevistas e debates temas como: internacionalização, uso da língua inglesa em publicações brasileiras, empreendedorismo e pesquisa na carreira docente. Convidamos os leitores a nos acompanharem. Read More →

A reforma gerencial como uma forma de legitimar o estado social

A Reforma Gerencial visou legitimar o Estado Social que teve seu surgimento ainda nos anos 1940, tornando o provimento dos grandes serviços sociais universais mais eficientes. O Banco Mundial, responsável pelas reformas neoliberais, foi contra a Reforma Gerencial com o argumento do “sequenciamento”. A reforma gerencial do Estado começa no final do século XX, em alguns países não apenas ricos, como o Reino Unido e a Austrália, mas também de renda média como o Brasil e o Chile. Read More →

Internet das Coisas como novo paradigma para a Arquitetura da Informação

Ecossistemas de informação, materializados pela Internet das Coisas, representam novo paradigma para a Arquitetura da Informação, na medida em que conectam pessoas, objetos e lugares em toda parte, criando uma dimensão potencialmente transformadora da sociedade. A pesquisa baseou-se na Metodologia de Metamodelagem e na análise crítica da literatura da área. Read More →

Historicidade e instituições no centro das relações de produção e de distribuição: por uma Ciência Econômica antipositivista e antineoclássica

Pesquisa aborda como os fenômenos econômicos surgem e se reproduzem com base nos comportamentos humanos conscientes. Diferentemente dos objetos da natureza física e biológica, cuja existência e regularidades não dependem das ações humanas, o objeto econômico é estruturalmente dependente das relações sociais de produção e de distribuição. Sua compreensão qualificada requer a aplicação de metodologias não-positivistas, fora da tradição teórica neoclássica e marginalista. Read More →

Arquivos: para além de um espaço de organização?

Estudo aborda a partir da noção de ‘dispositivo’ como elaborada na obra de Michel Foucault e uma de suas derivações como os ‘dispositivos de informação’, as dinâmicas do fenômeno informação como instrumento de desenvolvimento das lógicas e dos valores presentes nos quadros da memória, construídos e geridos no interior dos espaços ‘arquivísticos’. Read More →

Estratégia e gênero, como ocorrem na prática?

Pesquisa analisa como ocorre a estratégia-como-prática social para a construção da perspectiva de gênero nas políticas públicas na Coordenadoria Municipal de Políticas Públicas para Mulheres de Florianópolis. As atividades e como são realizadas pelos praticantes configuram a estratégia-como-prática nas interações entre sociedade e ambiente interno, minimizando desigualdades entre gêneros no município. Read More →

Os problemas teóricos de Piketty

Último número de 2016 da Revista de Economia Política traz duas críticas instigantes sobre a teoria de Piketty em O Capital no Século XXI. Sob uma perspectiva marxista, a falta de um referencial teórico é apontada por Rosa Marques e Marcel Leite; José Luis Oreiro e Marwil Dávila, a partir de Pasinetti e de Folley, concluindo a falta de solidez teórica a Piketty, principalmente porque ele confunde capital com riqueza. Além de discutir a teoria de Piketty, este número ainda traz outros temas no campo da economia. Read More →