Category: Ciências Humanas

Avaliação do uso de álcool e adesão à uma intervenção on-line entre estudantes universitários

O uso da internet tem facilitado a disponibilização de estratégias em saúde, mas apesar de favorecer o acesso a um grande número de pessoas a adesão tende a ser relativamente baixa. Estudo avaliou fatores associados à participação em uma intervenção via internet sobre o uso de álcool entre universitários. Read More →

“Ativismo gordo” contra a gordofobia: rompendo paradigmas corpóreo-sociais

Cada vez mais os corpos gordos são colocados em pauta em toda a sua potencialidade subversiva de ditames sociais que colonizam o gênero e definem lugares pré-determinados para as mulheres, no aprisionamento a padrões de beleza e de uma dita saúde. A apropriação política dos corpos e o “ativismo gordo” entram nesse debate e marcam posicionamentos e tensões. Read More →

O impacto do desemprego e o bem-estar psicológico

Estudo objetivou analisar o poder moderacional do tempo de desemprego na relação entre o valor do trabalho e o bem-estar psicológico. Os resultados demonstraram que o tempo de desemprego associado aos valores intrínsecos do trabalho pode aumentar a vivência de bem-estar e possibilitar a estabilização dos afetos negativos causados pelo desemprego. Read More →

E quando as dificuldades de meus pais não me ensinam a controlar a minha raiva

A forma como pais e mães entendem-se sobre a criação dos filhos influencia seu desenvolvimento. Estudo mostra o impacto da coparentalidade na capacidade de regular emoções e no desenvolvimento de sintomas externalizantes. Na adolescência o conflito e a triangulação coparental têm influência em dificuldades de regular as emoções e comportamentos. Read More →

Cenas da pandemia. O que podemos pensar sobre educação?

Em 2020, o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) faz 30 anos. Esse marco coincide com a pandemia causada pela COVID-19, que coloca em conflito noções de direito ligadas à preservação da vida e da liberdade apresentadas pelo ECA. Diante desse contexto, estudo trata sobre reinvenções e deslocamentos diante da quarentena explorando seis cenas expressivas da reinvenção do cotidiano que estão vinculadas a três dimensões específicas: a relação de famílias com as tecnologias; a relação das famílias com a escola; e a relação das famílias com suas crianças. Read More →

Escravidão contemporânea no Brasil, os impactos e as implicações para a saúde pública

A escravidão contemporânea é um grave problema que ainda persiste no Brasil. Suas características envolvem o trabalho forçado, servidão por dívida, condições degradantes e jornadas exaustivas. Trata-se de situações de imenso risco e desgaste para a saúde das vítimas e um complexo desafio o sistema de saúde brasileiro. Read More →

A educação nas metrópoles: desigualdades de aprendizagem por nível socioeconômico, raça e gênero

As escolas públicas das metrópoles brasileiras são desiguais. Analisando o caso paulistano, o estudo descreve tanto o padrão existente na cidade das desigualdades de aprendizagem de Leitura no 5.o ano entre grupos de estudantes definidos por nível socioeconômico, raça e gênero, quanto analisa a variação desse padrão ao longo dos seus distritos. Read More →

As origens do território entre Lapa e Barra Funda, nas várzeas do rio Tietê

O território de várzea entre Lapa e Barra Funda, na capital paulista, teve como elementos estruturantes o rio, a ferrovia e as marginais. Seu desenvolvimento, em particular, representa processos que moldaram o espaço urbano da cidade de São Paulo como um todo, envolvendo sua paisagem original e a ocupação das áreas inundáveis às margens do Rio Tietê. Read More →

As possibilidades de leitura da morfologia urbana a partir da ferramenta PeopleGrid

Estudo apresenta a Plataforma PeopleGrid que permite análises espaciais com base na opinião popular. Integrada com o GoogleMaps, esta ferramenta dispõe de uma infinidade de possibilidades quanto à recortes geográficos de análise. O PeopleGrid tem potencial de auxiliar em diversas etapas do processo de planejamento urbano e ambiental. Read More →

Saúde e doença de homens jovens da periferia na perspectiva interseccional

O estudo aborda a articulação dos marcadores sociais da diferença (gênero, raça/cor e classe social) na produção de processos de saúde e adoecimento de homens jovens em contextos de periferia urbana. As análises apresentadas têm como base uma pesquisa-ação desenvolvida com jovens da Zona Leste de São Paulo. Read More →