Category: Ciências Humanas

Produção e cultura são temas de destaque no periódico do Museu Goeldi

Os recursos naturais da Amazônia são alvo da exploração por razões de subsistência há séculos. Bens como a borracha e as essências aromáticas como o cumaru permanecem na pauta da região, em paisagem marcada por populações ancestrais e por pressão demográfica cada vez maior. Estudos no Brasil e na Venezuela revelam padrões produtivos distintos e o conflito perene entre conservação e consumo. Read More →

O que Paulo Freire tem a ver com a educação superior?

Educação e Pesquisa publica em seu volume contínuo do ano de 2018, artigo inédito do professor Celso de Rui Beisiegel, falecido em novembro de 2017. Além do que, provavelmente, foi o último trabalho escrito pelo Professor, sobre a educação popular e ensino superior visto pela perspectiva de Paulo Freire. Além disso, outro estudo faz uma homenagem as contribuições de alguns itinerários do pesquisador. Read More →

A Grande Aceleração: o sonho desenvolvimentista e a apropriação dos recursos naturais brasileiros

O segundo dossiê Varia História do ano de 2018 apresenta, sob o ponto de vista de diferentes historiadores, uma análise sobre a Grande Aceleração brasileira, fenômeno ocorrido no Brasil a partir da primeira metade do século XX e caracterizado pelo grande desenvolvimento industrial no país. Esse processo abriu as portas para a exploração econômica dos bens naturais brasileiros, contribuindo para uma vasta degradação ambiental. Read More →

O uso da tecnologia e a observação de professores: é possível pensar em aprendizagens?

Na contemporaneidade, o grande volume e a profusão de informações nos meios digitais devem ser considerados quando se pensa no processo de ensino aprendizagem? Nesse sentido, torna-se emergente construir e a buscar evidências sobre estratégias de aprendizagem utilizadas por professores e as que eles observam que os seus alunos adotam quando usam as tecnologias da mídia clássica ou on-line. Read More →

Clínica transcultural: migração e exílio

Frente aos desafios propostos pelos crescentes fluxos migratórios atuais, o estudo apresenta um relato de atendimento clínico diferenciado, segundo um enquadre transcultural. Tendo em vista que famílias desenraizadas podem ter dificuldades em lidar com o sofrimento em uma nova terra, propõe-se uma leitura transcultural do sintoma, associando tradições, representações e etiologias culturais a uma técnica terapêutica específica. Read More →

Autoeficácia docente: escala de avaliação específica para professores de alunos com autismo

Estudo discute a percepção de autoeficácia docente em relação a sua prática profissional na escolarização de alunos com autismo. Para tal, o texto apresenta indicadores de equivalência semântica resultantes do processo de tradução e adaptação transcultural da escala Autism Self-Efficacy Scale for Teachers (ASSET) para a língua portuguesa do Brasil. Certamente novos estudos precisam ser realizados, mas o texto traz importante contribuição científica para a área de Educação Especial. Read More →

Sobre a influência do gênero no ensino e na aprendizagem das ciências

Estudo analisa a proximidade entre as estratégias de aprendizagem preferidas por estudantes, moças e moços, e as estratégias desenvolvidas por docentes, professoras e professores, nas aulas de ciências de 9.º ano.
O estudo infere que, apesar de se registarem algumas diferenças entre moças e moços, estas diferenças se tornam mais acentuadas quando se comparam as preferências manifestadas dentro de cada um destes grupos ou quando se comparam as preferências do grupo de estudantes com as práticas docentes.
Read More →

Vamos falar da (contra) reforma do ensino médio?

O debate sobre a implantação e os efeitos da Lei 13.415/17 que reestrutura o ensino médio brasileiro está na ordem do dia. Para além da discussão sobre o seu conteúdo, o artigo procura situar sua gênese nas tensões, avanços e recuos das políticas educacionais para o ensino médio brasileiro e lança questões sobre seus impactos na relação dos jovens com esse nível de ensino. Read More →

Qual a prevalência de dependência de internet entre adolescentes brasileiros?

Observou-se que 24% e 10% dos estudantes de escolas públicas e particulares, respectivamente, foram classificados como dependentes de internet. Além disso, 82% dos estudantes das escolas particulares afirmaram que os pais não fornecem nenhum tipo de limite para o uso da internet. Entre aqueles de escolas públicas, este número foi de 60%. Read More →

Por que alguns temas permanecem no debate feminista?

Comemorando 26 anos de publicação, o periódico Revista Estudos Feministas (REF) apresenta um variado debate, que inclui gênero e interseccionalidades, história das mulheres e estudos feministas. Diante de algumas temáticas recorrentes em seu conteúdo ao longo do tempo, questionamos – o que temos a comemorar? Read More →