Tag: História

Os museus a serviço da sociedade: conservação e documentação aos olhos da comunidade

Desde a sua função de produzir conhecimento até as suas relações sociais com uso de espaços físicos e de compartilhamento de informação, os museus detêm um papel de mediador na sociedade contemporânea pleno de privilégio pela empatia que provocam e pelos recursos de que dispõem. Tal lugar carrega de responsabilidade instituições tradicionais. O caso do Museu Goeldi não é diferente e, em sua trajetória sesquicentenária, assume proporção ainda maior por sua localização geográfica e seu compromisso com a região que estuda. Read More →

Coleções: protagonismo indígena e curadoria compartilhada

No contexto de museus há várias formas de considerar o tratamento das coleções, que se constituem documentos de memória de povos, tradições, culturas. Uma responsabilidade institucional envolve o trabalho de curadores e estudiosos já que o patrimônio sob a guarda de museus no mundo inteiro são também fonte de pesquisa e, por conseguinte, formação de novos profissionais, pesquisadores em áreas como as que atua o Museu Paraense Emílio Goeldi, em Belém. Read More →

Memórias, modos de vida e vestígios de atividade humana

Estudar populações do passado a partir da análise dos vestígios materiais resultantes da atividade humana é o trabalho da arqueologia. No Pará, algumas culturas são bastante conhecidas como a Marajoara (Ilha do Marajó), a Tapajônica (Santarém) e a Konduri (bacia do Rio Trombetas). Read More →

O papel do Boletim de Humanas do Museu Paraense Emílio Goeldi na qualificação acadêmica contínua

Muitas fases marcam a trajetória do periódico até os dias atuais em sua versão Ciências Humanas. Aqui se apresentam depoimentos de ex-editores e as contribuições que cada um proporcionou ao Boletim e mais importante: eles discutem a importância da publicação diante de seu lugar de produção e do papel que desempenha para discutir questões que se configuram regionais, mas que tem impacto nacional e internacional. E vão além ao indicar a necessidade de periódicos da natureza do Boletim e sua contribuição para a formação acadêmica e para o desenvolvimento de uma capacidade crítica essencial para o fazer ciência. Read More →

Intelectuais, mediação cultural e vulgarização da ciência

Varia Historia traz em seu número 66 o dossiê “Imprensa e mediadores culturais: ciência, história e literatura”, organizado por Ângela Maria de Castro Gomes, Kaori Kodama e Maria Rachel Froés da Fonseca. Os artigos que compõem o dossiê abordam a atuação de diversos intelectuais que se valeram da imprensa para difundir projetos e ideias, além de popularizar o conhecimento científico. Read More →

O Decolonial na pesquisa em artes no Brasil

A discussão apresentada pela Revista Brasileira de Estudos da Presença (v. 8, n. 4) representa um avanço considerável para o campo no Brasil e no exterior. A abordagem decolonial em pesquisa é uma perspectiva emergente e os artigos apresentados falam entre outras coisas sobre novas metodologias, críticas aos entraves coloniais e análises de performances. Read More →

A Grande Aceleração: o sonho desenvolvimentista e a apropriação dos recursos naturais brasileiros

O segundo dossiê Varia História do ano de 2018 apresenta, sob o ponto de vista de diferentes historiadores, uma análise sobre a Grande Aceleração brasileira, fenômeno ocorrido no Brasil a partir da primeira metade do século XX e caracterizado pelo grande desenvolvimento industrial no país. Esse processo abriu as portas para a exploração econômica dos bens naturais brasileiros, contribuindo para uma vasta degradação ambiental. Read More →

Machado de Assis em Linha completa 10 anos com dossiê “Machado de Assis e a História”

As relações entre Machado de Assis e a História são centrais em seis artigos que integram o número 23 da MAEL. Nesses estudos, pesquisadores tratam da crônica, teatro, tradução e conto machadianos, produzidos na segunda metade do século XX, visando a compreender, em obras artisticamente autônomas, como se articulam questões estéticas, sociais e políticas. Read More →

História, Ciências, Saúde – Manguinhos apresenta temas variados em seu segundo número de 2018

Treze artigos inéditos são os destaques da edição do periódico História, Ciências, Saúde – Manguinhos. O número 2 do volume 25 de 2018 do periódico científico da Casa de Oswaldo Cruz (COC/Fiocruz) traz na seção “Análise” temas variados, que vão desde a experiência com arte na Colônia Juliano Moreira e as epidemias no México e nos Andes no século XVI até a discussão sobre polícia política e os impactos socioambientais da estrada Bragança-Ajuruteua, no Pará. Read More →

O feminino em movimento: as viagens de Nísia Floresta e a busca por liberdade de gênero

A trajetória de Nísia Augusta Floresta (1810-1885) como escritora e viajante é tema do artigo publicado pela historiadora Ludmila de Souza Maia no número 64 de Varia Historia. A autora, ao analisar relatos de viagem produzidos por Nísia Floresta entre 1856 e 1872, mostra como a viagem foi uma experiência libertadora, capaz de relativizar as rígidas normas de gênero e de moralidade vigentes na sociedade burguesa e patriarcal do século XIX. Read More →