Tag: História

Desafiando poderes coloniais na construção do conhecimento acadêmico – autoetnografia performática, corpos e subjetividades

Entre (in)visibilidades de corpos (não) heteronormativos na educação médica, olhamos para nossos corpos. Em meio a gritos emudecidos de corpos negados pela sua “extrema subjetividade”, estudo autoetnográfico performático representa uma ousadia em falar e romper com os silêncios que a “Ciência” impõe, partindo do pessoal para o político. Read More →

Imprensa francesa nas Américas: um debate transnacional

Periódico História (São Paulo, v. 38), traz o dossiê “A imprensa francófona nas Américas nos séculos XIX e XX” com artigos de estrangeiros e brasileiros que refletem sobre o papel da imprensa francesa nas Américas e dos mediadores que ajudaram a inserir a região no debate transnacional. Read More →

Passado, presente e futuro das Amazônias em 125 anos de história do Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi. Ciências Humanas

Na comemoração dos seus 125 anos, o Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi. Ciências Humanas (BMPEG. Ciências Humanas) destaca os esforços de registros e pesquisas para preservar as línguas indígenas da Amazônia realizadas por pesquisadores nacionais e internacionais, além de temas como antropologia, sociologia, história, museologia e saúde. Apresenta pesquisas nas áreas de economia extrativista, patrimônio indígena e terra preta arqueológica e discute mudanças editoriais para o ano de 2020. Confira! Read More →

Horizontes Antropológicos apresenta edição temática sobre ‘Antropologia e Emoções’, com ênfase nos conceitos e perspectivas teóricas

A antropologia das emoções se constituiu como área autônoma de investigação na cena antropológica norte-americana nos anos 1980. Três autoras são referências canônicas: Lila Abu-Lughod, Catherine Lutz e Michelle Rosaldo. De suas obras extraímos alguns conceitos-chave que nos servirão aqui para delinear os contornos gerais do campo que, no Brasil, já pode, hoje, ser considerado sólido o suficiente para não permitir o recurso à “originalidade” como forma de justificar uma iniciativa intelectual. Read More →

Os ecos do regime autoritário português no seio da ditadura militar brasileira (1968-1974)

Varia Historia apresenta estudo que trata da presença de Marcello Caetano, último ditador do Estado Novo português (1933-1974), nas páginas do Jornal do Brasil e reflete sobre as repercussões de um regime autoritário em nossa ditadura militar. A análise compreende o período entre setembro de 1968, data que marca o início do governo de Caetano, e abril de 1974, marco da queda do regime que ficou conhecido como Estado Novo português. Read More →

A construção social do mercado da soja

As variáveis sociais, políticas, culturais e históricas podem ajudar a explicar decisões estratégicas, formação dos preços e arranjos organizacionais nos mercados agroalimentares de commodities? Estudo mostra que esses elementos são essenciais no mercado da soja, comprovando que não é algo aplicado apenas a produtos de qualidade específica, vinculados a agricultura familiar e comercializados em canais alternativos e diferenciados. Read More →

Pena, tinta e coração em dossiê de Varia Historia

Varia Historia em seu número 68, apresenta o dossiê “Cultura Escrita no Mundo Moderno” que aborda a produção escrita entre os séculos XV e XVIII, discutindo aspectos da cultura material, da criação, circulação, usos e apropriações de diversas produções escritas diferentes ao longo da Idade Moderna. Read More →

Antropologia dos Museus com ênfase para a destruição do Museu Nacional

Horizontes Antropológicos em sua edição de número 53 é dedicada à Antropologia dos Museus e, especialmente, ao Museu Nacional, destruído por um incêndio no ano de 2018. Além disso, aborda temas que revelam inquietações e novidades para aqueles que trabalham na área de antropologia dos museus. Read More →

Fotografias 3×4 e a história do trabalho infanto-juvenil no Brasil da Era Vargas

Estudo analisa a presença de jovens entre 14 e 18 anos no mundo do trabalho durante as décadas de 1930 e 1940, momento de importantes avanços na legislação trabalhista brasileira. Partindo do estudo das fichas de qualificação profissional e das fotografias 3×4 dos jovens trabalhadores, o autor ressalta como nem sempre as normas de trabalho vigentes eram respeitadas pelas empresas do Rio Grande do Sul. Read More →

O complexo mapa do comércio sexual na Argentina de início do século XX

Estudo analisa o circuito do comércio sexual na Argentina de início do século XX a partir da figura dos rufiães, ou proxenetas, esse personagem complexo e central, responsável pelo aliciamento de mulheres. A pesquisa ressalta como os proxenetas compunham uma intricada rede social, de caráter transnacional, e que envolvia valores como confiança e solidariedade. Read More →