Tag: História

Violência e resistência na luta pela terra em Minas Gerais

Trabalho analisa as mediações políticas que sustentaram a resistência dos posseiros na comunidade de Cachoeirinha no norte de Minas Gerais, frente às forças conservadoras e militares nas décadas de 1960 a 1980. O estudo inédito tem como enfoque a estratégia de luta mobilizadas pelos camponeses da região em um momento político de forte repressão. Read More →

Os livros como ferramentas para uma Boa Vizinhança: exportação e comércio editorial durante a Segunda Guerra

Como era o comércio editorial durante a Segunda Guerra Mundial? Estudo analisa os primeiros passos de uma política de aproximação intelectual entre Brasil e Estados Unidos durante a década de 1940, evidenciando como projetos editoriais e questões políticas podem estar profundamente articulados. Read More →

Nos bastidores da absolvição de Capitu: correspondências inéditas de Helen Caldwell

Estudo apresenta cartas inéditas em que Helen Caldwell formulou as principais ideias defendidas em The Brazilian Othello of Machado de Assis (1960), livro pioneiro que coloca em questão a veracidade do discurso do narrador em Dom Casmurro, de Machado de Assis. Read More →

Quem convocou o primeiro protesto pelo impeachment de Dilma?

Quem convocou o primeiro protesto pelo impeachment de Dilma Rousseff ainda em 2014? A mídia e a academia voltaram sua atenção para lideranças e movimentos que despontaram entre 2015 e 2016, no entanto, o fenômeno político que deu origem às mobilizações começou a se consolidar antes mesmo da existência do Facebook, Twitter, e YouTube, quando a rede social mais popular no Brasil era o Orkut. Read More →

África e Brasil: histórias e teorias cruzadas

As relações entre África e Brasil vão para muito além de uma história de escravização e diáspora. São histórias que se cruzam e se fortalecem, em traçados teóricos que correm simultâneos ou que se atravessam. Essa linha de mão dupla ganha cada vez mais visibilidade em pesquisas e nos periódicos acadêmicos. Read More →

Desafiando poderes coloniais na construção do conhecimento acadêmico – autoetnografia performática, corpos e subjetividades

Entre (in)visibilidades de corpos (não) heteronormativos na educação médica, olhamos para nossos corpos. Em meio a gritos emudecidos de corpos negados pela sua “extrema subjetividade”, estudo autoetnográfico performático representa uma ousadia em falar e romper com os silêncios que a “Ciência” impõe, partindo do pessoal para o político. Read More →

Imprensa francesa nas Américas: um debate transnacional

Periódico História (São Paulo, v. 38), traz o dossiê “A imprensa francófona nas Américas nos séculos XIX e XX” com artigos de estrangeiros e brasileiros que refletem sobre o papel da imprensa francesa nas Américas e dos mediadores que ajudaram a inserir a região no debate transnacional. Read More →

Passado, presente e futuro das Amazônias em 125 anos de história do Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi. Ciências Humanas

Na comemoração dos seus 125 anos, o Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi. Ciências Humanas (BMPEG. Ciências Humanas) destaca os esforços de registros e pesquisas para preservar as línguas indígenas da Amazônia realizadas por pesquisadores nacionais e internacionais, além de temas como antropologia, sociologia, história, museologia e saúde. Apresenta pesquisas nas áreas de economia extrativista, patrimônio indígena e terra preta arqueológica e discute mudanças editoriais para o ano de 2020. Confira! Read More →

Horizontes Antropológicos apresenta edição temática sobre ‘Antropologia e Emoções’, com ênfase nos conceitos e perspectivas teóricas

A antropologia das emoções se constituiu como área autônoma de investigação na cena antropológica norte-americana nos anos 1980. Três autoras são referências canônicas: Lila Abu-Lughod, Catherine Lutz e Michelle Rosaldo. De suas obras extraímos alguns conceitos-chave que nos servirão aqui para delinear os contornos gerais do campo que, no Brasil, já pode, hoje, ser considerado sólido o suficiente para não permitir o recurso à “originalidade” como forma de justificar uma iniciativa intelectual. Read More →

Os ecos do regime autoritário português no seio da ditadura militar brasileira (1968-1974)

Varia Historia apresenta estudo que trata da presença de Marcello Caetano, último ditador do Estado Novo português (1933-1974), nas páginas do Jornal do Brasil e reflete sobre as repercussões de um regime autoritário em nossa ditadura militar. A análise compreende o período entre setembro de 1968, data que marca o início do governo de Caetano, e abril de 1974, marco da queda do regime que ficou conhecido como Estado Novo português. Read More →