Pesquisa comprova que o tratamento usando luz é eficaz para eliminar fungos encontrados na boca de crianças com AIDS e HIV positivas

Por Francine Cristina Silva Rosa, Instituto Multidisciplinar em Saúde, Universidade Federal da Bahia, campus de Vitória da Conquista, Vitória da Conquista, BA, Brasil

Pesquisadores do grupo de pesquisa “Biofotônica Aplicada à Saúde – B.A.S”, da Universidade Federal da Bahia, em Vitória da Conquista (BA), publicaram no volume 64, número 3 da Revista Gaúcha de Odontologia um estudo intitulado “Efetividade da terapia fotodinâmica sobre espécies de Candida isoladas de amostras bucais de crianças expostas e não expostas ao HIV” comprovando a eficiência da luz laser usada conjuntamente com o corante azul de metileno na eliminação de uma espécie de fungo oportunista causador de doença que compromete a saúde bucal de crianças com AIDS e HIV positivas. O estudo é uma proposta com potencial de revolucionar o tratamento para combater a espécie de fungo causadora da candidíase bucal, doença comum nessas crianças, com a vantagem de não promover resistência aos medicamentos o que é um grande inconveniente do tratamento medicamentoso convencional. Algumas outras vantagens dessa modalidade de tratamento com luz é não ter contraindicação, não causar desconfortos durante a aplicação (como dor ou ardência) e ser muito bem aceita pelas crianças que ficam interessadas pela cor da luz.

O estudo foi realizado com amostras da saliva de 50 crianças atendidas pelo SUS na cidade de Vitória da Conquista, sendo aquelas com AIDS e HIV positivas selecionadas no centro municipal de referência em tratamento de DST’s/AIDS. As crianças que participaram da pesquisa foram aquelas expostas ao HIV durante a gravidez e tornaram-se positivas para o vírus (HIV positivas), as que são portadoras da AIDS transmitida pela mãe e as do grupo que não entraram em contato com o vírus durante a gestação (população controle). Um aspecto importante das crianças portadoras da AIDS que participaram da pesquisa é que deveriam estar utilizando os medicamentos antirretrovirais (coquetel) por, pelo menos, um ano a fim de que possíveis espécies de fungos de interesse do estudo já tivessem sido influenciadas de alguma forma pelos antirretrovirais.

Dentre os principais resultados, a pesquisa revelou que a luz laser usada por aproximadamente 5 minutos em conjunto com o corante azul de metileno é o parâmetro mais eficiente na eliminação dos fungos oportunistas da espécie Candida isoladas das amostras de saliva das crianças dos grupos pesquisados. Assim, a pesquisa mostrou que essa nova proposta de tratamento aliada a uma boa higiene bucal nas crianças HIV/AIDS pode contribuir consideravelmente para melhorar a qualidade de vida de pacientes susceptíveis a infecções oportunistas da boca, diminuindo o uso de medicamentos causadores de multirresistências em microrganismos, declarado em setembro de 2016 como a maior preocupação da ONU (Organização das Nações Unidas) na atualidade.

Cabe ressaltar, que a pesquisa é promissora pois refere-se a um estudo que busca alternativas ao uso de antibióticos e antimicrobianos que causou, ao longo do tempo, o fortalecimento (resistência) dos microrganismos e que vai levar, fatalmente, à extinção da chamada “era antibiótica” iniciada com o advento da penicilina. As terapias antimicrobianas usando luz despontam como uma das de maior potencial para tratar às infecções multirresistentes atuais e do futuro.

A pesquisa foi realizada com o apoio financeiro da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (FAPESB) e do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, processos número SUS0039/2009 e APP0091/2009.

Para ler o artigo, acesse

SILVA, F.C., et al. Effectiveness of photodynamic therapy on Candida species isolated from oral samples of children exposed and not exposed to HIV. RGO, Rev. Gaúch. Odontol. 2016, v. 64, nº 3, p. 271-279. [viewed 20th October 2016]. ISSN: 1981-8637. DOI: 10.1590/1981-863720160003000052985. Available from: http://ref.scielo.org/ncxszb

Link externo

RGO – Revista Gaúcha de Odontologia: <http://www.scielo.br/rgo>

 

Como citar este post [ISO 690/2010]:

SILVA, F.C., et al. Pesquisa comprova que o tratamento usando luz é eficaz para eliminar fungos encontrados na boca de crianças com AIDS e HIV positivas [online]. SciELO em Perspectiva | Press Releases, 2016 [viewed ]. Available from: https://pressreleases.scielo.org/blog/2016/12/07/pesquisa-comprova-que-o-tratamento-usando-luz-e-eficaz-para-eliminar-fungos-encontrados-na-boca-de-criancas-com-aids-e-hiv-positivas/

 

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Post Navigation