Blogs temáticos sobre a perda de um filho – uma estratégia de enfrentamento e mediação do luto de mães

Por Heloísa Cristina Figueiredo Frizzo, Professora Adjunta do Departamento de Terapia Ocupacional/Instituto de Ciências da Saúde, pesquisadora e Líder do Grupo de Pesquisa: NIPTecC – Núcleo Interdisciplinar em Tecnologias no Cotidiano, Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Uberaba, MG, Brasil

Segundo o artigo “Mães enlutadas: criação de blogs temáticos sobre a perda de um filho” publicado na Revista Acta Paulista de Enfermagem (v. 30, n. 2), as pesquisadoras descobriram motivações que levam mães que perderam seus filhos a criar blogs temáticos, dentre elas o compartilhamento da experiência da perda e do desafio de seguir em frente, a necessidade de uma rede de relacionamentos para apoio/conforto/suporte a outros enlutados, a fim de garantir um espaço de refúgio para livre expressão de sentimentos, emoções e superação da perda, homenagear e perpetuar a memória e imagem do filho(a) falecido, além de ser uma forma de ativismo social.

As evidências científicas foram desveladas a partir da análise narrativa de dados registrados em 40 blogs criados por mães que perderam seus filhos, utilizando o Modelo do Processo Dual de Compreensão do Luto como base teórica (STROEBE; SCHUT, 2010).  Sendo o espaço virtual uma realidade incontestável na sociedade ocidental contemporânea (BOUSSO, 2014), a descoberta das implicações do uso da internet por mães que perderam seus filhos contribui para a implementação de estratégias de cuidado frente à morte e o morrer e para a qualificação dos profissionais de enfermagem e equipe multiprofissional que se deparam com a complexidade do luto materno em sua práxis.

Considerando-se os resultados apresentados entende-se que a criação e existência de um blog sobre a perda do filho tende a permitir a vivência do luto possibilitando a mãe uma continua busca da internalização da relação perdida e reconstrução da vida e das relações sociais apesar da perda.

Os achados auxiliam na compreensão de que espaços virtuais agregam pessoas com interesses em comum e assim possibilitam laços afetivos úteis no processo de elaboração do luto e, consequentemente, no suporte social e do cuidado em saúde, especialmente nas áreas Cuidados Paliativos e Tanatologia.

Os resultados descobertos pelo grupo de pesquisadoras potencializa o cuidado à pessoa em situação de luto, além de facilitar a instrumentalização da sociedade para o apoio e suporte aos enlutados, contribuir para a desmistificação do tema e para o desenvolvimento de novas pesquisas. Além disso, auxilia a compreensão sobre o uso das novas tecnologias de comunicação e informação como estratégia de enfrentamento do luto.

Referências

BOUSSO, R. S., et al. Facebook: um novo locus para a manifestação de uma perda significativa. Psicol. USP [online].  2014, vol. 25, no. 2, pp. 172-179 [viewed 31  July  2017]. DOI: 10.1590/0103-656420130022.  Available from: http://ref.scielo.org/2h2jxz

FRIZZO, H. C. F., et al. Mães enlutadas: criação de blogs temáticos sobre a perda de um filho. Acta paul. enferm. [online]. 2017, vol. 30, no. 2, pp. 116-121 [viewed 14 July 2017]. DOI: 10.1590/1982-0194201700019. Available from: http://ref.scielo.org/pgyj6w

STROEBE, M. and SCHUT, H. The dual process model of coping with bereavement: a decade on. Omega. 2010, vol. 61, no. 4, pp. 273-289.

Link externo

Acta Paulista de Enfermagem – APE: <http://www.scielo.br/ape>

 

Como citar este post [ISO 690/2010]:

FRIZZO, H. C. F. Blogs temáticos sobre a perda de um filho – uma estratégia de enfrentamento e mediação do luto de mães [online]. SciELO em Perspectiva | Press Releases, 2017 [viewed ]. Available from: https://pressreleases.scielo.org/blog/2017/08/07/blogs-tematicos-sobre-a-perda-de-um-filho-uma-estrategia-de-enfrentamento-e-mediacao-do-luto-de-maes/

 

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Post Navigation