O monitoramento genômico de bovinos da raça holandesa como estratégia na produção leiteira

Maria Luiza De Grandi, jornalista da revista Ciência Rural, Santa Maria, RS, Brasil.

Carolina Briano-Rodriguez, Division de Laboratórios Veterinários Miguel C. Rubino- Laboratório Regional Este Treinta y Tres (MGAP), Treinta y Tres, Uruguai.

A raça de touros Holstein Freisian, popularmente conhecida como Holandesa, de origem norte-americana, é amplamente utilizada ao redor do mundo, principalmente para a produção de leite. No Uruguai, a produção leiteira com base na raça Holstein é um dos setores mais importantes da economia do país, porém os distúrbios genéticos nos bovinos da raça Holandesa têm se apresentado como um problema, comprometendo a sustentabilidade da produção de leite (RODRÍGUEZ-MARTÍNEZ, et al., 2008; KELLY, L., et al. 2012).

Pesquisadores da Divisão de Laboratórios Veterinários Miguel C. Rubino (MGAP), em parceria com a Faculdade de Veterinária da República (UDELAR) e o Instituto Nacional de Investigação Agropecuária (INIA) desenvolveram o artigo Mutações letais e semi-letais em bezerros da raça Holandesa no Uruguai, publicado no periódico Ciência Rural (vol. 51, nº7). O objetivo do trabalho foi investigar a presença e difusão de alelos letais e semi-letais causando morte de embriões, abortos, malformações fetais e doenças neonatais em bezerros da raça Holandesa.

Para alcançar o objetivo, os pesquisadores utilizaram o GeneSeek personalizado Genomic Profiler -GGP- Bovine 50K BeadChip em 383 bezerros holandeses, entre um e trinta dias de idade, de 27 fazendas localizadas nas principais regiões leiteiras do Uruguai. Essas amostras de sangue foram obtidas em 2016, como parte de um estudo epidemiológico de maior escala (SCHILD et al., 2020). A tecnologia do GeneSeek utiliza a química Illumina Infinium, com aproximadamente 50 mil nucleotídeos únicos ensaiados por amostra. “Este estudo demonstra pela primeira vez a presença de nove diferentes mutações letais e semi-letais na raça Holstein-Friesian no Uruguai”, explica a cientista Carolina Briano-Rodriguez.

Os resultados da pesquisa apresentaram alta prevalência de granjas (85%) e bezerros portadores (21%), incluindo um ou mais dos seguintes alelos letais: Deficiência de Adesão Leucocitária Bovina (BLAD) (4); malformação vertebral complexa (8); braquispina (13); deficiência de colesterol (10); sindactilia (16); Haplótipos holandeses HH1 (17), HH3 (12), HH4 (4) e HH5 (1), a maioria dos quais nunca havia sido relatada anteriormente no Uruguai.

A pesquisa, desenvolvida no Uruguai, chama a atenção para as doenças hereditárias. “Essas doenças devem ser estudadas, incluídas como diagnósticos diferenciais/causas de perda embrionária ou mortalidade fetal, natimortos e bezerros malformados ou imunossuprimidos.”, destaca Carolina. “O diagnóstico permite a implementação de ferramentas como acasalamento direcionado, eliminação de animais de baixo valor, etc, que minimizam as perdas pré-natais, estimadas em mais de 6.000 gestações/ano no Uruguai”. Inovadora em sua área, a pesquisa reitera a importância do monitoramento genômico dos animais. “O monitoramento genômico de animais portadores é necessário para evitar a dispersão de alelos letais e semi-letais na população holandesa, determinar seu impacto na fertilidade do gado leiteiro e reduzir as perdas econômicas para a pecuária leiteira”, conclui a cientista.

Referências

KELLY, L., et al. Diagnóstico molecular de enfermedades hereditarias bovinas en el Uruguay. Veterinaria (Montevideo). 2012, vol.48, no.188, pp. 3-11 [viewed 20 June 2022]. Available from: http://www.revistasmvu.com.uy/index.php/smvu/article/view/208

RODRIGUEZ-MARTINEZ, H., et al. Reproductive performance in high-producing dairy cows: can we sustain it under current practice. IVIS Reviews in veterinary Medicine. 2008, vol. 1, no. 108, pp. 1-23 [viewed 20 June 2022]. Available from: http://urn.kb.se/resolve?urn=urn:nbn:se:slu:epsilon-1-164

Para ler o artigo, acesse

BRIANO-RODRIGUEZ, C., et al. Lethal and semi-lethal mutations in Holstein calves in Uruguay. Cienc. Rural [online]. 2021, vol. 51, no. 7, e20200734 [viewed 20 June 2022]. https://doi.org/10.1590/0103-8478cr20200734. Available from: https://www.scielo.br/j/cr/a/vfbVrVnm8ScGgggSfpYNzSb

Links externos

Ciência Rural – Redes Sociais: Twitter | Instagram | Facebook

Ciência Rural: http://coral.ufsm.br/ccr/cienciarural/

Ciência Rural – CR: https://www.scielo.br/j/cr/

 

 

Como citar este post [ISO 690/2010]:

GRANDI, M.L. and BRIANO-RODRIGUEZ, C. O monitoramento genômico de bovinos da raça holandesa como estratégia na produção leiteira [online]. SciELO em Perspectiva | Press Releases, 2022 [viewed ]. Available from: https://pressreleases.scielo.org/blog/2022/06/20/o-monitoramento-genomico-de-bovinos-da-raca-holandesa-como-estrategia-na-producao-leiteira/

 

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Post Navigation