Os vírus que infectam fungos fitopatogênicos podem ser usados para o controle biológico?

Por Simone Bacilieri, Assistente editorial do periódico Arquivos do Instituto Biológico, São Paulo, SP, Brasil

O artigo “Vírus que infectam fungos fitopatogênicos” foi publicado no periódico Arquivos do Instituto Biológico (vol. 84, 2017), sob a autoria de pesquisadores do Instituto Biológico.

Este estudo considerou a taxonomia dos micovírus baseada na mais recente classificação disponibilizada pelo International Committee on Taxonomy of Viruses, em maio de 2017.

Os micovírus multiplicam-se somente em células de fungos, não possuem vetores conhecidos e causam pouco ou nenhum efeito sobre seus hospedeiros. Excepcionalmente, eles reduzem a capacidade de o fungo causar doença na cultura infectada, fenômeno denominado hipovirulência (MILGROOM; HILLMAN, 2011). De modo eventual, eles podem ser empregados no controle biológico de fungos fitopatogênicos, como é o caso do cancro-das-castanheiras, causado pelo fungo Criphonectria parasitica (TURINA; ROSTAGNO, 2007), e das podridões de raízes causadas por Rhizoctonia solani e por espécies de Rosellinia.

Imagem: Maria Aurea S.C. Picarelli & Francisco A.O. Tanaka

Figura 1 – Crescimento micelial de Rhizoctonia solani, em detalhe de hifas e partícula viral isométrica.

No estudo, foram abordados temas sobre a origem, evolução, transmissão, interação entre micovírus e seus hospedeiros e taxonomia, além do emprego da hipovirulência no controle biológico.

De acordo com os autores dessa revisão, os fungos abrigam uma vasta gama de vírus ainda desconhecidos e que podem futuramente, com o desenvolvimento de novas técnicas, serem utilizados tanto na produção quanto na segurança agrícola, assim como nas áreas médica e ambiental. Por essa razão, estudos que têm como metas identificar e caracterizar esses micovírus são de fundamental importância para o emprego do controle biológico.

Referências

MILGROOM, M.G. and HILLMAN, B.I. The ecology and evolution of fungal viruses. In: HURST, D. J. (ed.). Studies in viral ecology: microbial and botanical host systems, Volume 1. New Jersey: Wiley-Blackwell, 2011.

TURINA, M. and ROSTAGNO, L. Virus-induced hypovirulence in Cryphonectria parasitica: still an unresolved conundrum. Journal of Plant Pathology [online]. 2007, vol. 89, no. 2, pp. 165-178, ISSN: 1125-4653 [viewed 02 March 2018]. DOI: 10.4454/jpp.v89i2.740. Available from: http://www.sipav.org/main/jpp/index.php/jpp/article/view/740

Para ler o artigo, acesse

PICARELLI, M.A.S.C., et al. Vírus que infectam fungos fitopatogênicos. Arq. Inst. Biol. [online]. 2017, vol. 84, e0162016, ISSN: 1808-1657 [viewed 02 March 2018]. DOI: 10.1590/1808-1657000162016. Available from: http://ref.scielo.org/hg6wdn

Links externos

Arquivos do Instituto Biológico – AIB <http://www.scielo.br/aib>

International Committee on Taxonomy of viruses (ICTV) <http://www.ictvonline.org/vírusTaxonomy.asp>

 

Como citar este post [ISO 690/2010]:

BACILIERI, S. Os vírus que infectam fungos fitopatogênicos podem ser usados para o controle biológico? [online]. SciELO em Perspectiva | Press Releases, 2018 [viewed ]. Available from: https://pressreleases.scielo.org/blog/2018/03/22/os-virus-que-infectam-fungos-fitopatogenicos-podem-ser-usados-para-o-controle-biologico/

 

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Post Navigation