Sistemas de saúde e trabalho: desafios da enfermagem

Por Maria Cecília de Souza Minayo, Editora-chefe e Luiza Gualhano, Assistente de comunicação, Rio de Janeiro, RJ, Brasil

Digno da reverência de toda a área de saúde coletiva, seja nos processos de prevenção e promoção da vida, seja no acompanhamento dos enfermos até sua morte, esse grupo social tem como objeto de suas ações técnicas, relações, formas de atuação e simbolizações, o cuidado. Mas como qualquer outra profissão, a enfermagem atua num mundo competitivo, de redefinição de ofícios, de precarização do trabalho, de leis e normas e busca seu merecido lugar ao sol. É isso que se traz à reflexão do leitor.

As enfermeiras e enfermeiros são uma categoria expressiva no país: 2.220.885 entre profissionais com nível superior, técnicas e auxiliares; 85% mulheres, 15% homens; 59% trabalham no setor público, 31,6% no setor privado, 15,4% do setor filantrópico. (Os percentuais excedem 100% pela superposição de jornadas de trabalho em instituições diferentes) (SILVA, et al., 2020).

Ciência & Saúde Coletiva (vol. 25, no. 1), foi construída a partir de três eixos temáticos. Inicia com um artigo destaque no qual os autores discorrem sobre a importância da profissão para o SUS (SILVA; MACHADO, 2020). No primeiro eixo são tratadas a Formação e a Gestão da Educação Profissional e reverberados os desafios para os novos contextos de trabalho com foco nos sistemas universais de saúde (FROTA, et al., 2020; MAGNAGO; PIERANTONI, 2020). No segundo, são estudados o Mercado de Trabalho e as Relações de Trabalho, particularmente a precarização, as cargas excessivas e o lugar social dos profissionais da área da saúde (ARAÚJO-DOS-SANTOS, et al., 2020; BIFF, et al., 2020; MACHADO, et al., 2020; SILVA, et al., 2020). O terceiro eixo se abre para o Panorama internacional dos Sistemas de Saúde e o espaço e as práticas da Enfermagem no mundo (FRONTEIRA; JESUS; DUSSAULT, 2020; GUESDON-CALTERO, et al., 2020; HÄMEL, et al., 2020) em que se replicam, como ocorre no Brasil, os problemas de precarização, excessiva carga de trabalho, fadiga, estresse, mas, muito devotamento e dedicação.

O estudo e este número temático estão dedicados aos enfermeiros e enfermeiras do Brasil, agradecendo a relevante contribuição que oferecem à população a quem servem!

Referências

ARAUJO-DOS-SANTOS, T., et al. Associação entre variáveis relacionadas à precarização e afastamento do trabalho no campo da enfermagem. Ciênc. saúde coletiva [online]. 2020, vol. 25, no. 1, pp. 123-133, ISSN: 1413-8123 [viewed 9 January 2020]. DOI: 10.1590/1413-81232020251.28242019. Available from: http://ref.scielo.org/ft8wph

BIFF, D., et al. Cargas de trabalho de enfermeiros: luzes e sombras na Estratégia Saúde da Família. Ciênc. saúde coletiva [online]. 2020, vol. 25, no. 1, pp. 147-158, ISSN: 1413-8123 [viewed 9 January 2020]. DOI: 10.1590/1413-81232020251.28622019. Available from: http://ref.scielo.org/cg8rm2

FRONTEIRA, I., JESUS, É.H. and DUSSAULT, G. A enfermagem em Portugal aos 40 anos do Serviço Nacional de Saúde. Ciênc. saúde coletiva [online]. 2020, vol. 25, no. 1, pp. 273-282, ISSN: 1413-8123 [viewed 9 January 2020]. DOI: 10.1590/1413-81232020251.28482019. Available from: http://ref.scielo.org/g2dxfs

FROTA, M.A., et al. Mapeando a formação do enfermeiro no Brasil: desafios para atuação em cenários complexos e globalizados. Ciênc. saúde coletiva [online]. 2020, vol. 25, no. 1, pp. 25-35, ISSN: 1413-8123 [viewed 9 January 2020]. DOI: 10.1590/1413-81232020251.27672019. Available from: http://ref.scielo.org/fz3xfq

GUESDON-CALTERO, C., et al. Système de santé et de soins infirmiers en France. Ciênc. saúde coletiva [online]. 2020, vol. 25, no. 1, pp. 293-302, ISSN: 1413-8123 [viewed 9 January 2020]. DOI: 10.1590/1413-81232020251.27692019. Available from: http://ref.scielo.org/ckh33h

HAMEL, K., et al. Advanced Practice Nursing in Primary Health Care in the Spanish National Health System. Ciênc. saúde coletiva [online]. 2020, vol. 25, no. 1, pp. 303-314, ISSN: 1413-8123 [viewed 9 January 2020]. DOI: 10.1590/1413-81232020251.28332019. Available from: http://ref.scielo.org/tqtbq2

MACHADO, M.H., et al. Mercado de trabalho e processos regulatórios – a Enfermagem no Brasil. Ciênc. saúde coletiva [online]. 2020, vol. 25, no. 1, pp. 101-112, ISSN: 1413-8123 [viewed 9 January 2020]. DOI: 10.1590/1413-81232020251.27552019. Available from: http://ref.scielo.org/mxscn5

MAGNAGO, C. and PIERANTONI, C.R. A formação de enfermeiros e sua aproximação com os pressupostos das Diretrizes Curriculares Nacionais e da Atenção Básica. Ciênc. saúde coletiva, v. 25, n. 1, p. 15-24, 2020. ISSN: 1413-8123 [viewed 9 January 2020]. DOI: 10.1590/1413-81232020251.28372019. Available from: http://ref.scielo.org/t45dds

SILVA, M.C.N. and MACHADO, M.H. Sistema de Saúde e Trabalho: desafios para a Enfermagem no Brasil. Ciênc. saúde coletiva [online]. 2020, vol. 25, no. 1, pp. 7-13, ISSN: 1413-8123 [viewed 9 January 2020]. DOI: 10.1590/1413-81232020251.27572019. Available from: http://ref.scielo.org/bz8p57

SILVA, R.M., et al. Precarização do mercado de trabalho de auxiliares e técnicos de Enfermagem no Ceará, Brasil. Ciênc. saúde coletiva [online]. 2020, vol. 25, no. 1, pp. 135-145, ISSN: 1413-8123 [viewed 9 January 2020]. DOI: 10.1590/1413-81232020251.28902019. Available from: http://ref.scielo.org/thvn7p

Para ler os artigos, acesse

Ciênc. saúde coletiva vol.25 no.1 Rio de Janeiro Jan. 2020

Link externo

Ciência & Saúde Coletiva – CSC: <http://www.scielo.br/csc>

 

Como citar este post [ISO 690/2010]:

MINAYO, M.C.S. and GUALHANO, L.A. Sistemas de saúde e trabalho: desafios da enfermagem [online]. SciELO em Perspectiva | Press Releases, 2020 [viewed ]. Available from: https://pressreleases.scielo.org/blog/2020/01/09/sistemas-de-saude-e-trabalho-desafios-da-enfermagem/

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Post Navigation