Brinquedos terapêuticos ajudam crianças a enfrentar o medo e a dor da punção venosa

Por Ravini dos Santos Fernandes Vieira dos Santos, Professora assistente da Faculdade de Enfermagem da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ, Brasil

O artigo “Percepção das crianças acerca da punção venosa por meio do brinquedo terapêutico”, publicado no periódico Acta Paulista de Enfermagem (vol. 33, no. 1), apresenta o uso do brinquedo como parte do tratamento que propiciou vantagens como maior esclarecimento e adesão das crianças acerca do procedimento de punção venosa, bem como diminuição do estresse normalmente relacionado a esse procedimento (JANSSEN; SANTOS; FAVERO, 2010; JESUS et al., 2010). Esses resultados são importantes para o cuidado de enfermagem a crianças internadas, pois é comum que elas sintam medo dos profissionais da área, justamente porque costumam associar a presença deles à realização de procedimentos que lhes causam dor (JESUS et al., 2010; MAIA; RIBEIRO; BORBA, 2011). Com a utilização do brinquedo, as crianças passam a ter a possibilidade de brincar e interagir com esses profissionais e, com isso, começar a ter uma visão diferente (MAIA; RIBEIRO; BORBA, 2011).

Fonte: Os autores.

A pesquisa qualitativa foi realizada durante seis meses, por pesquisadores de uma universidade pública no Rio de Janeiro, com crianças de 4 a 11 anos internadas no Hospital Universitário Pedro Ernesto/Universidade Estadual do Rio de Janeiro e que tinham de ser submetidas à punção venosa. Antes do procedimento, realizava-se uma dramatização na qual as crianças eram apresentadas a uma boneca e a materiais para punção venosa, de forma que pudessem manuseá-los enquanto o procedimento lhes era descrito. Em seguida, essas mesmas crianças eram estimuladas a realizarem elas mesmas a “punção venosa” na boneca, à medida que o pesquisador ressaltava a importância do procedimento para a melhoria do estado de saúde delas. Por fim, cada criança foi entrevistada para saber o que tinha achado desta brincadeira, e os resultados da dramatização foram analisados pelos pesquisadores juntamente com o conteúdo dessas entrevistas.

O estudo foi financiado com recursos dos próprios pesquisadores e deixa como possibilidade a realização de novos estudos para se compreender melhor de que maneira o lúdico pode ser utilizado no intenso cotidiano da assistência de Enfermagem a crianças.

Referências

JANSSEN, M.F., SANTOS, R.M., and FAVERO, L. Benefícios da utilização do brinquedo durante o cuidado de enfermagem prestado à criança hospitalizada. Rev. gaúcha enferm. [online]. 2010, vol. 31, no. 2, pp. 247-253, ISSN: 0102-6933 [viewed 29 March 2020]. DOI: 10.0.6.54/S1983-14472010000200007. Available from: https://seer.ufrgs.br/RevistaGauchadeEnfermagem/article/view/12803

JESUS, I.Q., et al. Opinião de acompanhantes de crianças em quimioterapia ambulatorial sobre uma quimioteca no Município de São Paulo. Acta paul. enferm. [online]. 2010, vol. 23, no. 2, pp. 175-180, ISSN: 0103-2100 [viewed 29 March 2020]. DOI: 10.1590/S0103-21002010000200004. Available from: http://ref.scielo.org/fdxs7q

MAIA, E.B.S., RIBEIRO, C.A., and BORBA, R.I.H. Compreendendo a sensibilização do enfermeiro para o uso do brinquedo terapêutico na prática assistencial à criança. Rev. esc. enferm. [online]. 2011, vol. 45, no. 4, pp. 839-846, ISSN: 0080-6234 [viewed 29 March 2020]. DOI: 10.1590/S0080-62342011000400007. Available from: http://ref.scielo.org/zntcmc

Para ler o artigo, acesse:

BARROSO, M.C.da C. S., et al. Percepção das crianças acerca da punção venosa por meio do brinquedo terapêutico. Acta paul. enferm. [online]. 2020, vol. 33, e-APE20180296. ISSN: 0103-2100. DOI: 10.37689/acta-ape/2020ao0296. Avaliable from: http://ref.scielo.org/s2bcdm

Link externo

Acta Paulista de Enfermagem – APE: <http://www.scielo.br/ape>

Grupo de Estudos sobre a Criança Doente – GECD/EE-USP <http://www.ee.usp.br/site/index.php/paginas/mostrar/560/1039/91>

Sociedade Brasileira de Enfermeiros Pediatras – SOBEP <https://sobep.org.br/>

 

Como citar este post [ISO 690/2010]:

DOS SANTOS, R.S.F.V. Brinquedos terapêuticos ajudam crianças a enfrentar o medo e a dor da punção venosa [online]. SciELO em Perspectiva | Press Releases, 2020 [viewed ]. Available from: https://pressreleases.scielo.org/blog/2020/04/24/brinquedos-terapeuticos-ajudam-criancas-a-enfrentar-o-medo-e-a-dor-da-puncao-venosa/

 

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Post Navigation