Quais são os fatores que levam à adoção voluntária da rastreabilidade por produtores rurais?

Por Marcela de Mello Brandão Vinholis, Pesquisadora, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA), São Carlos, SP, Brasil

A adoção prévia de sistemas intensivos de produção pecuária, uma escala maior de produção e o maior acesso do pecuarista à informação especializada, inclusive por meio de sua rede de relacionamentos, estão entre os fatores determinantes para a adoção da rastreabilidade e da certificação SISBOV em fazendas de criação de bovinos de corte no estado de São Paulo. Essa é a conclusão do estudo feito por pesquisadores da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA), do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP) e da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), em São Carlos, São Paulo, publicado sob o título “Adoção da rastreabilidade de bovinos de corte no estado de São Paulo, Brasil” no volume 47, número 9 de 2017 no periódico Ciência Rural.

Com o objetivo de identificar os determinantes na adoção da rastreabilidade por pecuaristas do estado, os pesquisadores coletaram informações com uma amostra de 32 produtores que adotaram e 52 que não adotaram a certificação da rastreabilidade para a União Europeia. Os pesquisadores utilizaram como referência estudos empíricos sobre rastreabilidade bovina realizados em fazendas de Portugal e Taiwan, que levantam dados sobre os fatores de aplicabilidade e/ou insucesso da adoção dessas medidas (MONTEIRO; CASWELL, 2009) (LIAO, et al., 2011). A partir do uso de três modelos logit binominal, os pesquisadores chegaram aos fatores de sistema de produção pecuária intensiva, elevada escala de produção, acesso a informação especializada e rede de relacionamentos, representada pelas associações de classe e grupos de produtores rurais.

A rastreabilidade é uma das ferramentas utilizadas no controle de qualidade e segurança do alimento. A certificação SISBOV é um mecanismo de garantia da adoção da rastreabilidade e de controles dentro de padrões exigidos por importadores da carne bovina, a exemplo da União Europeia. O acesso a esses mercados e mesmo a expansão do volume exportado requerem a difusão dessas práticas entre os pecuaristas, o que pode ser fomentado pelo levantamento dos fatores que levam à adoção voluntária dessas práticas pelos pecuaristas.

Os resultados do estudo podem ser usados por formuladores de política pública em suas ações estratégicas para a difusão da rastreabilidade e da certificação. Produtores rurais, extensionistas e consultores podem também considerar as informações e resultados em suas decisões estratégicas.

Referências

LIAO, P. A., CHANG, H. H. and CHANG, C. Y. Why is the food traceability system unsuccessful in Taiwan? Empirical evidence from a national survey of fruit and vegetable farmers. Food Policy [online]. 2011, vol. 36, no. 5, pp. 686-693, ISSN: 0306-9192 [viewed 02 October 2017]. DOI: 10.1016/j.foodpol.2011.06.010. Available from: http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S030691921100087X

MONTEIRO, D. M. S. and CASWELL, J. A. Traceability adoption at the farm level: An empirical analysis of the Portuguese pear industry. Food Policy [online]. 2009, vol. 34, no. 1, pp. 94-101, ISSN: 0306-9192 [viewed 02 October 2017]. DOI: 10.1016/j.foodpol.2008.07.003. Available from: http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0306919208000626

Para ler o artigo, acesse

VINHOLIS, M. M. B., CARRER, M. J. and SOUZA FILHO, H. M. Adoção da rastreabilidade de bovinos de corte no estado de São Paulo, Brasil. Cienc. Rural [online]. 2017, vol. 47, no. 9, e20160759, ISSN: 1678-4596 [viewed 02 October 2017]. DOI: 10.1590/0103-8478cr20160759. Available from: http://ref.scielo.org/f6jzf8

Link externo

Ciência Rural – CR: <http://www.scielo.br/cr>

 

Como citar este post [ISO 690/2010]:

VINHOLIS, M. M. B. Quais são os fatores que levam à adoção voluntária da rastreabilidade por produtores rurais? [online]. SciELO em Perspectiva | Press Releases, 2017 [viewed ]. Available from: https://pressreleases.scielo.org/blog/2017/10/31/quais-sao-os-fatores-que-levam-a-adocao-voluntaria-da-rastreabilidade-por-produtores-rurais/

 

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Post Navigation