Estudo evidencia os preditores para qualidade de vida em pessoas com feridas crônicas

Por Aline Costa de Oliveira, Daniel de Macêdo Rocha, Enfermeiros e Lidya Tolstenko Nogueira, Professora adjunta do Departamento de Enfermagem, Universidade Federal do Piauí, Teresina, PI, Brasil

Pesquisadores da Universidade Federal do Piauí, realizaram entre fevereiro a junho de 2017, estudo transversal envolvendo pessoas com feridas crônicas, acompanhadas em ambiente domiciliar pela Atenção Primária em Saúde e em ambulatório especializado de Teresina-PI, tendo como objetivo avaliar a qualidade de vida dessas pessoas. Os resultados do estudo “Qualidade de vida de pessoas com feridas crônicas” foram publicados no periódico Acta Paulista de Enfermagem (vol. 32, no. 2).

Participaram 176 pessoas, 74 em atendimento ambulatorial e 102 domiciliar, com idade igual ou superior a 18 anos e duração mínima da lesão de seis semanas. Destacaram-se como fatores clínicos associados à pior qualidade de vida: lesões com duração de seis meses, etiologia de origem traumática, grande extensão da lesão, exsudato de aspecto purulento, presença de odor e de dor. No domínio qualidade de vida, o maior comprometimento decorrente da lesão foi o “bem-estar”, o qual compreende níveis de ansiedade em relação ao desfecho da lesão, e pode ser influenciado pela presença ou intensificação de sintomas, métodos terapêuticos ou quaisquer alterações nas condições físicas, psicológicas e no funcionamento social (PRICE; HARDING, 2004; PURCELL, et al., 2017).

Assim, torna-se necessária estratégias diferenciadas para minimizar os impactos na qualidade de vida, principalmente por se tratar de fatores que podem ser identificados, atenuados ou evitados mediante avaliação da lesão e escolha do tratamento adequado.

É interessante enfatizar a necessidade de os profissionais que cuidam de pessoas com feridas crônicas, focalizarem sua atenção na identificação de mudanças nos níveis de bem-estar e qualidade de vida, garantindo o suporte necessário que os auxilie a lidar com as dificuldades que se apresentam (BÔAS; SALOMÉ; FERREIRA, 2018). Além disso, torna-se fundamental a qualificação dos profissionais para a prestação de cuidados às pessoas com feridas crônicas, uma vez que avaliar a QV é tão importante quanto o cuidado da ferida, e os fatores clínicos que comprometem a QV podem ser modificados conforme a execução de um tratamento eficaz.

Referências

BÔAS, N.C.R.V., SALOMÉ, G.M. and FERREIRA, L.M. Frailty syndrome and functional disability among older adults with and without diabetes and foot ulcers. J Wound Care [online]. 2018, vol. 27, no. 7, pp. 409-416, e-ISSN: 2052-2916 [viewed 25 July 2019]. DOI: 10.12968/jowc.2018.27.7.409. Available from: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/30016133

PRICE, P. and HARDING, K. Cardiff Wound Impact Schedule: the development of a condition‐specific questionnaire to assess health‐related quality of life in patients with chronic wounds of the lower limb. Int Wound J. [online]. 2004, vol. 1, no. 1, pp. 10-17, e-ISSN: 1742-481X [viewed 25 July 2019]. DOI: 10.1111/j.1742-481x.2004.00007.x. Available from: https://onlinelibrary.wiley.com/doi/abs/10.1111/j.1742-481x.2004.00007.x

PURCELL, A., et al. The effectiveness of EMLA as a primary dressing on painful chronic leg ulcers: effects on wound healing and health-related quality of life. The international journal of lower extremity wounds [online]. 2017, vol. 16, no. 3, pp. 163-172, e-ISSN: 1552-6941 [viewed 25 July 2019]. DOI: 10.1177/1534734617726678. Available from: https://journals.sagepub.com/doi/abs/10.1177/1534734617726678

Para ler o artigo, acesse

OLIVEIRA, A.C., et al. Qualidade de vida de pessoas com feridas crônicas. Acta paul. enferm. [online]. 2019, vol. 32, no. 2, pp. 194-201, ISSN: 0103-2100 [viewed 25 July 2019]. DOI: 10.1590/1982-0194201900027. Available from: http://ref.scielo.org/zbsts8

Link externo

Acta Paulista de Enfermagem – APE: <http://www.scielo.br/ape>

 

Como citar este post [ISO 690/2010]:

OLIVEIRA, A.C., ROCHA, D.M. and NOGUEIRA, L.T. Estudo evidencia os preditores para qualidade de vida em pessoas com feridas crônicas [online]. SciELO em Perspectiva | Press Releases, 2019 [viewed ]. Available from: https://pressreleases.scielo.org/blog/2019/07/25/estudo-evidencia-os-preditores-para-qualidade-de-vida-em-pessoas-com-feridas-cronicas/

 

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Post Navigation