Estudo apresenta dados e impactos das doenças cardiovasculares no Brasil

Deborah Rezende, Dehlicom – Soluções em Comunicação Empresarial, assessoria da Sociedade Brasileira de Cardiologia, São Paulo, SP, Brasil.

O Brasil é um país continental de extrema diversidade quanto ao clima, condições ambientais, raciais, densidade populacional e desenvolvimento econômico, mas um dos mais desiguais, segundo o Banco Mundial, o que traz reflexos à saúde da população. As doenças cardiovasculares (DCV) têm sido a principal causa de mortalidade no Brasil desde a década de 1960, sendo responsável por uma substancial carga de patologias no país, e ainda assim faltam informações confiáveis sobre muitos comportamentos relacionados aos fatores de risco cardiovascular. O artigo especial “Estatística Cardiovascular – Brasil 2020”, publicado nos Arquivos Brasileiros de Cardiologia (ABC Cardiol)  (edição  de setembro de 2020, vol. 115, no.3), é uma iniciativa da Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) com diversos pesquisadores brasileiros voluntários de várias instituições nacionais, que traz uma revisão sistematizada dos dados existentes na literatura nos últimos dez anos sobre as DCV, agregando informações provenientes do Global Burden of Disease (GBD), de 2017, do Sistema de Informação de Mortalidade (SIM) e do Sistema de Informação de Autorizações de Internação Hospitalar, ambos brasileiros.

O relatório incorpora estatísticas oficiais fornecidas pelo Ministério da Saúde brasileiro e outras agências governamentais, além de dados gerados por outras fontes e estudos científicos sobre doença cardiovascular total; doença cerebrovascular; doença arterial coronariana, síndrome coronariana aguda e angina pectoris; cardiomiopatia e insuficiência cardíaca; doenças valvares, incluindo cardiopatia reumática; e fibrilação atrial.

A ênfase do documento está nos dados epidemiológicos atualizados e não foca nos mecanismos fisiopatológicos nem nos méritos de tratamentos clínicos específicos e sequer faz recomendações terapêuticas. É uma revisão que procura apresentar as melhores e mais novas métricas relacionadas à saúde sobre as estatísticas das DCV somente para a população brasileira, por sexo, idade, região e unidade da federação.

O projeto tem por objetivo monitorar e avaliar continuamente as fontes de dados sobre doenças cardiovasculares no Brasil para fornecer a informação mais atualizadas sobre a epidemiologia dessas enfermidades para a sociedade anualmente. Esta iniciativa é baseada na metodologia Heart Disease & Stroke Statistics Update15 da American Heart Association, contando com o suporte da SBC, da rede GBD Brasil e de um comitê internacional.

A ênfase do documento está nos dados epidemiológicos atualizados e não foca nos mecanismos fisiopatológicos nem nos méritos de tratamentos clínicos específicos e sequer faz recomendações terapêuticas. É uma revisão que procura apresentar as melhores e mais novas métricas relacionadas à saúde sobre as estatísticas das DCV somente para a população brasileira, por sexo, idade, região e unidade da federação.

Todos os capítulos estão padronizados e apresentam uma estrutura em comum, que inclui os seguintes tópicos: prevalência, incidência, mortalidade, carga de doença, utilização e custo da atenção à saúde e pesquisa futura. A proposta da SBC é ampliar a cobertura das condições cardíacas clínicas e ainda dos fatores de risco cardiovascular, dos hábitos de vida, da qualidade do cuidado e de outros aspectos relevantes para o estudo das DCV nas próximas edições do relatório, que foi projetado para ter grande utilidade para pesquisadores, clínicos, pacientes, formuladores de políticas de saúde, profissionais da mídia, o público em geral e todos aqueles que buscam dados nacionais abrangentes sobre doença cardíaca e acidente vascular cerebral.

O estudo também foi disponibilizado em um portal onde o próprio pesquisador pode elaborar os gráficos decorrentes da sua pesquisa e acessar tabelas e mapas que mostram as informações consolidadas e validadas sobre as estatísticas cardiovasculares no Brasil.

Para ler o artigo, acesse

OLIVEIRA, G. M. M. et al. Estatística Cardiovascular – Brasil 2020. Arquivos Brasileiros da Cardiologia [online]. 2020, vol. 115, no. 3, ISSN: 0066-782X [viewed xx October 2020].  https://doi.org/10.36660/abc.20200812. Available from: http://ref.scielo.org/r43xx3

Link externo

Arquivos Brasileiros de Cardiologia – ABC: www.scielo.br/abc

 

Como citar este post [ISO 690/2010]:

REZENDE, D. Estudo apresenta dados e impactos das doenças cardiovasculares no Brasil [online]. SciELO em Perspectiva | Press Releases, 2020 [viewed ]. Available from: https://pressreleases.scielo.org/blog/2020/11/06/estudo-apresenta-dados-e-impactos-das-doencas-cardiovasculares-no-brasil/

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Post Navigation