Na busca de soluções sustentáveis, cientistas desenvolvem bioplástico com resíduo agroindustrial

Fabiana Sabadini Rezende Niglio, Coordenadora de Comunicação do Brazilian Journal of Food Technology, Campinas, SP, Brasil.

Silvia Pimentel Marconi Germer, Editora adjunta do Brazilian Journal of Food Technology, Campinas, SP, Brasil.

Não há como negar que o plástico trouxe inovações importantes para a sociedade. Características como leveza, resistência, baixo custo de produção e versatilidade fazem com que o mesmo esteja presente em diversas áreas, dentre as quais, alimentação, indústria automotiva, saúde e esportes.

Entretanto, o plástico sintético tem se tornado um dos maiores vilões do planeta. As principais razões são a produção e a utilização em larga escala, o descarte indevido, e os longos tempos de degradação no meio ambiente, muitas vezes superiores a 100 anos.  Embalagens plásticas têm poluído oceanos, aterros e solo em várias partes do mundo.

Nesse contexto, tendo em vista garantir uma cadeia sustentável para a indústria transformadora de plástico, inúmeras pesquisas têm sido conduzidas no sentido de incrementar e/ou desenvolver materiais biodegradáveis com características para uso em embalagens (Rocha et al., 2014; Moro et al., 2017; Lubis et al., 2018; Gomes, et al., 2019; Oluwasina et al., 2019). Os plásticos biodegradáveis, ou bioplásticos, especialmente os provenientes de fontes naturais renováveis, têm sido foco de interesse na busca por alternativas aos plásticos convencionais oriundos de fontes petrolíferas, e na preservação ambiental (Barros et al., 2017).

Figura 1 Coloração da farinha de subproduto de broto (a); coloração dos diferentes bioplásticos elaborados (FSBS – farinha de subproduto de broto seco; PA – pureza analítica) (b).

Com base nisso, pesquisadores da Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA) publicaram no periódico Brazilian Journal of Food Technology, volume 23, o estudo “Desenvolvimento e caracterização de bioplásticos de amido de milho contendo farinha de subproduto de broto“. A pesquisa utilizou, como uma das matérias-primas, um resíduo obtido da produção agroindustrial de brotos (feijão, alfafa, amaranto, brócolis, rabanete e trevo), composto por sementes não germinadas, folhas e brotos avariados.

De acordo com as autoras, o subproduto se mostrou adequado no desenvolvimento de um bioplástico a partir da produção, por secagem, de uma farinha. O bioplástico obtido, devido à baixa solubilidade em óleo, pode ser destinado ao acondicionamento de produtos com altos teores de gordura, não sendo recomendado, no entanto, para alimentos com elevada umidade e acidez, devido à alta solubilidade em água.

O biofilme desenvolvido deverá ser destinado a alimentos que não passem por processamento térmico, visto que temperaturas elevadas podem causar modificações estruturais, diminuindo sua estabilidade.  “Além disso, a aparência do bioplástico mostrou-se adequar às tendências do mercado de embalagens alternativas e biodegradáveis”, complementam as pesquisadoras.

Mais do que um modismo, a preocupação com os impactos ambientais é um movimento mundial, com um número crescente de países e cidades introduzindo no comércio proibições de objetos como canudos, copos, talheres, sacolas, dentre outros descartáveis plásticos.

O estudo mostrou que o filme biodegradável desenvolvido com amido e farinha de subproduto de brotos é potencialmente alternativo ao plástico, podendo tornar-se um diferencial competitivo para as indústrias de alimentos na busca por sustentabilidade.

Referências

Barros, T. T. et al. Aproveitamento de rejeitos da cadeia hortifrutícula no processamento de plásticos biodegradáveis. Revista Gestão Industrial [online]. 2017, vol. 13, no. 02, pp. 215-229 [viewed 18 January 2021]. https://doi.org/10.3895/gi.v13n2.5089. Available from: https://periodicos.utfpr.edu.br/revistagi/article/view/5089

Gomes, L. P. et al. Edible chitosan films and their nanosized counterparts exhibit antimicrobial activity and enhanced mechanical and barrier properties. Molecules [online]. 2019, vol. 24, no. 01, pp. 1-14 [viewed 18 January 2021]. https://doi.org/10.3390/molecules24010127. Available from: https://www.mdpi.com/1420-3049/24/1/127

Lubis, M. et al. Production of bioplastic from avocado seed starch reinforced with microcrystalline cellulose from sugar palm fibers. Journal of Engineering Science and Technology [online]. 2018, vol. 13, no. 02, pp. 381-393 [viewed 18 January 2021]. Available from: https://www.researchgate.net/publication/323276614_Production_of_bioplastic_from_avocado_seed_starch_reinforced_with_microcrystalline_cellulose_from_sugar_palm_fibers

Moro, T. M. A. et al. Bioplastics of native starches reinforced with passion fruit peel. Food and Bioprocess Technology [online]. 2017, vol 10, no. 10, pp. 1798-1808 [viewed 18 January 2021].  http://dx.doi.org/10.1007/s11947-017-1944-x. Available from: https://link.springer.com/article/10.1007/s11947-017-1944-x

Oluwasina, O. O. et al. Influence of oxidized starch on physico mechanical, thermal properties, and atomic force micrographs of cassava starch bioplastic film. International Journal of Biological Macromolecules [online]. 2019, vol. 135, pp. 282-293. [viewed 18 January 2021]. http://dx.doi.org/10.1016/j.ijbiomac.2019.05.150. Available from: https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S0141813019325188?via%3Dihub

Rocha, G. O. et al. Filmes compostos biodegradáveis a base de amido de mandioca e proteína de soja. Polímeros [online]. 2014, vol. 24, no. 05, pp. 587-595 [viewed 18 January 2021]. http://dx.doi.org/10.1590/0104-1428.1355. Available from: http://ref.scielo.org/zhwy4z

Para ler o artigo, acesse

SILVA, M. L. T. et al. Desenvolvimento e caracterização de bioplásticos de amido de milho contendo farinha de subproduto de broto. Braz. J. Food Technol. [online]. 2020, vol. 23 [viewed 18 January 2021]. https://doi.org/10.1590/1981-6723.32618. Available from: http://ref.scielo.org/2b95cj

Links Externos:

Brazilian Journal of Food Technology – BJFT: https://www.scielo.br/bjft

Brazilian Journal of Food Technology: http://bjft.ital.sp.gov.br/

Facebook Brazilian Journal of Food Technology: https://m.facebook.com/revistaBJFT

Twitter Brazilian Journal of Food Technology: https://twitter.com/revistabjft

 

Como citar este post [ISO 690/2010]:

NIGLIO, F. S. R. and GERMER, S. P. M. Na busca de soluções sustentáveis, cientistas desenvolvem bioplástico com resíduo agroindustrial [online]. SciELO em Perspectiva | Press Releases, 2021 [viewed ]. Available from: https://pressreleases.scielo.org/blog/2021/01/27/na-busca-de-solucoes-sustentaveis-cientistas-desenvolvem-bioplastico-com-residuo-agroindustrial/

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Post Navigation