Author: Paidéia

Como bebês nascidos pré-termo e a termo reagem diante da indisponibilidade materna?

Durante o processo de desenvolvimento os indivíduos precisam regular suas emoções frente a eventos que lhe tragam desconforto. Nesse estudo discute-se o quanto essa habilidade está presente em um período precoce da vida e se bebês nascidos pré-termo exigem de suas mães um maior esforço para regulação emocional do que os bebês nascidos a termo. A interação da mãe com o bebê foi observada em uma situação estruturada em que durante três minutos a mãe deixou de interagir com o bebê, criando uma situação de desconforto para ele e uma oportunidade para observar suas habilidades de regulação. Os resultados da investigação mostraram que tanto os bebês nascidos pré-termo como os a termo foram capazes de se regular diante da ausência de resposta materna, sendo que os bebês a termo apresentaram mais dificuldade para restabelecer a interação com a mãe. Os achados contribuem para a discussão e planejamento de ações que promovam o desenvolvimento infantil. Read More →

Não fazemos selfies só para sermos admirados: temos 5 motivos para gostar desse tipo de fotografia

Jovens de 18 a 28 anos explicam porquê fazem selfies e compartilham esse tipo de fotografia nas redes sociais. Esses relatos ajudam a entender quais são os fenômenos psíquicos envolvidos na popularização das selfies e nos mostram que existem, pelo menos, 5 razões diferentes para nos apegarmos a estes registros. Read More →

Pode o teste de Rorschach contribuir para a compressão das características de personalidade de crianças com TDAH?

A pesquisa propôs avaliar através do teste de Rorschach e da Entrevista Kiddie-Sads, as características de personalidade de crianças e adolescentes atendidos em instituição psiquiátrica com objetivo de ampliar a compreensão das mesmas para além da descrição dos manuais diagnósticos. Read More →

É possível avaliar a espiritualidade em adolescentes?

A espiritualidade é uma importante dimensão humana, apresentando relação com diferentes aspectos da saúde física e mental. Um desafio ainda persistente nesse tema é como avaliar a espiritualidade, especialmente em adolescentes. O Módulo Espiritualidade, Religiosidade e Crenças Pessoais (WHOQOL-SRPB) apresenta-se como uma possibilidade, com bom funcionamento entre adolescentes brasileiros. Read More →

O estresse crônico infantil, as relações interpessoais, comportamento e desempenho escolar

O estudo procurou melhor compreender o estresse de escolares, constituindo diferentes trajetórias com base em sintomas – sem estresse, pontual ou crônico. Os resultados sugerem que crianças com estresse crônico ou pontual apresentam menor desempenho acadêmico, menos habilidades sociais e mais problemas de comportamento na avaliação de seus professores do que as crianças sem estresse Read More →

Como investir em novas abordagens para reduzir o estigma em relação às pessoas que usam drogas?

Apesar de décadas de estudos constatando a existência do estigma relacionado ao uso de drogas, as iniciativas para lidar com esse problema ainda são reduzidas. Dentre os estudos propostos, apesar de indicadores positivos de resultados, diversas limitações impossibilitam assegurar a efetividade dessas intervenções. São necessários avanços propondo novas alternativas baseadas em evidências. Read More →

Como as relações entre mães e filhos influenciam nos comportamentos infantis?

O ponto norteador para o desenvolvimento do estudo consistiu na indagação de quais são os comportamentos presentes nas interações entre mães e crianças com e sem problemas de comportamento, bem como se há associações entre práticas educativas, indicadores de saúde mental materna e repertório comportamental de crianças diferenciadas por sexo. Read More →

Conversações públicas com a população LGBT

Como lidar com a violência contra a população LGBT? Estudo apresenta uma alternativa de resposta a essa questão que pode inspirar outras pesquisas e iniciativas práticas por meio de projeto. Evidencia como uma das estratégias preventivas, o Projeto Conversações Públicas (PCP), que se trata de metodologia para grupos em conflitos que tem por objetivo analisar o processo grupal do PCP, com foco nos efeitos da estrutura da conversa nas interações empreendidas. Read More →

Como lidar com a natureza e composição de transtornos mentais? Investigações com os transtornos da personalidade borderline e antissocial

Estudo discute sobre a natureza e composição dos transtornos mentais. Em 2017, foi proposto o Hierarchical Taxonomy of Psychopathology (HiTOP), um modelo hierárquico para explicar como os transtornos se agrupam. Esse modelo reflete a concepção contemporânea dos transtornos da personalidade, compreendendo que todas as pessoas têm todos os traços de personalidade, variando somente em relação ao nível em que esses traços são apresentados. Read More →

É possível um modelo transocupacional para pensar o desenvolvimento profissional?

Pesquisa propõe a construção de um modelo teórico para compreender o desenvolvimento profissional a partir de uma perspectiva atual intitulada transocupacional. Conclui-se com o estudo que o trabalho tem significados que são influenciados pelo conhecimento, pela cultura e pelas atividades de trabalho específicas que se transformam em competências também específicas. O post é acompanhado por u podcast das autoras que comentam a pesquisa. Read More →