Realizações de Ciência & Saúde Coletiva em 2017 e perspectivas de futuro

Por Maria Cecília de Souza Minayo, Editora-chefe e Luiza Gualhano, Assistente de comunicação, Rio de Janeiro, RJ, Brasil

Sobre os “Problemas de saúde segundo o ciclo de vida”, do período da infância, destacam-se artigos sobre a adesão ao aleitamento materno exclusivo; transtornos mentais na gravidez e condições do recém-nascido; doenças diarreicas e hospitalizações, dentre outros. Sobre os jovens, os manuscritos discorrem a respeito de dores lombares; consumo de bebidas alcoólicas e bullying, dentre outros. Da fase adulta, ressaltam-se trabalhos sobre qualidade de vida; condições de saúde bucal, hipertensão e diabetes; adiposidade corporal; conhecimento e percepção sobre o HPV e outros. Sobre idosos os estudos focam principalmente na acessibilidade às Unidades Básicas de Saúde; na prevalência de anemia; na correlação da concentração de hemoglobina com fatores cognitivos.

No editorial, os editores-chefes destacam as principais realizações de Ciência & Saúde Coletiva em 2017, projetando suas expectativas para 2018 (MINAYO; GOMES, 2018). Ressaltam que 2017 foi um ano difícil financeira e politicamente. Em contraposição, do ponto de vista de execução editorial, a produtividade foi muito expressiva: CSC entregou aos leitores e às 22 bases de dados em que está indexada, rigorosamente em dia, cada uma das suas 12 edições.

Eis alguns números e informações: foram recebidos 3.331 originais; aprovados 389 (13,1%), recusados 1767 (66,5%) e o restante dos textos encontrava-se em processo de avaliação na entrada de 2018. Publicaram-se 368 textos, dos quais, 77% traduzidos para o inglês. Percentual que, se somado ao dos artigos em espanhol, cresce para 86%. O periódico recebeu a colaboração de 93 pesquisadores de outros países. Na divulgação do conteúdo, houve duas inovações dignas de nota: um número temático simultaneamente em português, espanhol e inglês que tratou de saúde global e diplomacia em saúde; e uma edição sobre pessoas portadoras de deficiência incorporou, além da tradução dos artigos para o inglês, um áudio em português e inglês (disponível no site e no SciELO).

Para melhor comunicar-se, a CSC fez uma radical renovação de sua página eletrônica. Mudou sua imagem e sua funcionalidade; abriu espaço para a veiculação de notícias e informações relevantes relacionadas ao periódico, à comunicação científica e aos eventos da área; e passou a estar presente nas redes sociais com perfis no Facebook e Twitter.

Os temas tratados foram de inequívoca relevância acadêmica e para o SUS. Destaca-se o foco na Política de Saúde em nove edições: “Sistemas comparados de Atenção Primária”; “Sistemas de Saúde e Políticas de Regionalização”; “Análise Política da Política de Saúde”; “Desenvolvimento, Desigualdade e Cooperação Internacional em Saúde”; “Política de Saúde e Democracia”; “Assistência Farmacêutica e Acesso a Medicamentos”; “Vigilância em Saúde: Avanços, Desafios e Perspectivas”; “Proteção Social, Cidadania e Saúde”; “Promoção da Equidade para Grupos em Situação de Vulnerabilidade”.

Referência

MINAYO, M.C.S. and GOMES, R. Dinâmica editorial da Revista Ciência & Saúde Coletiva em 2017. Ciênc. saúde coletiva [online]. 2018, vol. 23, no. 3, pp. 680, ISSN: 1678-4561 [viewed 15 March 2018] DOI: 10.1590/1413-81232018233.32722017. Avaliable from: http://ref.scielo.org/mmm97q

Para ler os artigos, acesse

Ciênc. saúde coletiva vol.23 no.3 Rio de Janeiro Mar. 2018

Link externo

Ciência & Saúde Coletiva – CSC: <http://www.scielo.br/csc>

 

Como citar este post [ISO 690/2010]:

MINAYO, M.C.S. and GUALHANO, L. Realizações de Ciência & Saúde Coletiva em 2017 e perspectivas de futuro [online]. SciELO em Perspectiva | Press Releases, 2018 [viewed ]. Available from: https://pressreleases.scielo.org/blog/2018/03/20/realizacoes-de-ciencia-saude-coletiva-em-2017-e-perspectivas-de-futuro/

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Post Navigation