A bacaba em pó como complemento alimentar para atletas e pessoas com necessidades de dietas calóricas

Por Fabiana Sabadini Rezende Niglio, Coordenadora de Comunicação e Silvia Pimentel Marconi Germer, Editora adjunta, Brazilian Journal of Food Technology, Campinas, SP, Brasil

A fruta bacaba, produzida na região amazônica, é conhecida na medicina popular pelos benefícios associados ao seu consumo, como atividade antioxidante (LEBA, et al., 2016) e antiproliferativa (ABADIO FINCO, et al., 2013), além de potencial atividade quimiopreventiva contra a carcinogênese (ABADIO FINCO, et al., 2016).

Com o objetivo de promover o uso do produto na indústria, o estudo “Bacaba powder produced in spouted bed: an alternative source of bioactive compounds and energy food product”, publicado no Brazilian Journal of Food Technology (vol. 22), obteve o pó de Bacaba como uma nova fonte de compostos bioativos e de alto valor energético. A secagem da polpa foi realizada em equipamento de leito de jorro, com a adição de maltodextrina. O composto é comumente empregado como coadjuvante em processos de secagem em função de sua alta solubilidade, baixa higroscopicidade e menor custo. Em comparação à polpa in natura, os resultados mostraram que houve retenção no processo de aproximadamente 80% de antocianinas (pigmentos) e compostos fenólicos. O teor de gorduras diminuiu aproximadamente 50%, provavelmente devido à adesão dos constituintes lipídicos às paredes e ao leito do equipamento (partículas plásticas). O pó apresentou alto conteúdo de carboidratos, aproximadamente 28 g/100 g, provavelmente devido à presença de maltodextrina, o que também explica o alto valor energético obtido, de aproximadamente 600 kcal/ 100. Constatou-se que o pó produzido também é rico em fibras e proteínas alimentares.

Fonte: Rafael Alves do Nascimento

Figura 1. Fruto da bacaba

Para o pesquisador Rafael Alves do Nascimento, o teor de fenólicos totais do Bacaba em pó obtido, de aproximadamente 380 mg de ácido gálico/ 100 g, pode ser considerado excelente, pois 100 g do mesmo representam aproximadamente 84% e 81% da ingestão diária recomendada (450 e 460 mg) oriunda de fontes vegetais, nos EUA e no Brasil, respectivamente.

Para os pesquisadores, o alto conteúdo energético do Bacaba em pó obtido apresenta potencial de consumo como complemento alimentar por atletas e pessoas que necessitam de uma dieta calórica. Essas características sugerem, ainda, outras muitas aplicações, tais como desenvolvimento de bebidas energéticas, laticínios, produtos instantâneos e produtos de panificação. Além disso, o processo de obtenção de um ingrediente sem o emprego de solventes orgânicos, apenas com água, como o praticado, é uma vantagem comparativa em termos de segurança alimentar, estando alinhado à tendência de saudabilidade no consumo de alimentos.

Referências

ABADIO FINCO, F.D.B., BÖSER, S. and GRAEVE, L. Antiproliferative activity of bacaba (Oenocarpus bacaba) and jenipapo (Genipina americana L.) phenolic extracts: A comparison of assays. Nutrition & Food Science [online]. 2013, vol. 43, no. 2, pp. 98-106, ISSN: 0034-6659 [viewed 23 October 2019]. DOI: 10.1108/00346651311313247. Available from: https://www.emerald.com/insight/content/doi/10.1108/00346651311313247/full/html

ABADIO FINCO, F.D.B., KLOSS, L. and GRAEVE, L. Bacaba (Oenocarpus bacaba) phenolic extract induces apoptosis in the MCF-7 breast cancer cell line via the mitochondria-dependent pathway. NFS Journal [online]. 2016, vol. 5, pp. 5-15, ISSN: 2352-3646 [viewed 23 October 2019]. DOI: 10.1016/j.nfs.2016.11.001. Available from: https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S2352364616300414

LEBA, L.-J., et al. Oenocarpus bacaba and Oenocarpus bataua leaflets and roots: A new source of antioxidant compounds. Int. J. Mol. Sci. [online]. 2016, vol. 17, no. 7, pp. 1014, e-ISSN: 1422-0067 [viewed 23 October 2019]. DOI: 10.3390/ijms17071014. Available from: https://www.mdpi.com/1422-0067/17/7/1014

Para ler o artigo, acesse

NASCIMENTO, R.A., et al. Bacaba powder produced in spouted bed: an alternative source of bioactive compounds and energy food product. Braz. J. Food Technol. [online]. 2019, vol. 22, e2018229, ISSN: 1981-6723 [viewed 23 October 2019]. DOI: 10.1590/1981-6723.22918. Available from: http://ref.scielo.org/5g4fz7

Link externo

Brazilian Journal of Food Technology – BJFT: <http://www.scielo.br/bjft>

 

Como citar este post [ISO 690/2010]:

NIGLIO, F.S.R. and GERMER, S.P.M. A bacaba em pó como complemento alimentar para atletas e pessoas com necessidades de dietas calóricas [online]. SciELO em Perspectiva | Press Releases, 2019 [viewed ]. Available from: https://pressreleases.scielo.org/blog/2019/10/23/a-bacaba-em-po-como-complemento-alimentar-para-atletas-e-pessoas-com-necessidades-de-dietas-caloricas/

 

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Post Navigation