Category: Estpsi

Pode a música contribuir com a saúde cognitiva de idosos?

O envelhecimento da população é um fenômeno mundial. É urgente desenvolver estratégias para prevenir ou retardar o declínio cognitivo. Estudo apresenta os resultados de uma pesquisa que buscou conhecer os efeitos de atividades musicais para idosos, indicando que a música pode contribuir com a saúde cognitiva. Read More →

O impacto do desemprego e o bem-estar psicológico

Estudo objetivou analisar o poder moderacional do tempo de desemprego na relação entre o valor do trabalho e o bem-estar psicológico. Os resultados demonstraram que o tempo de desemprego associado aos valores intrínsecos do trabalho pode aumentar a vivência de bem-estar e possibilitar a estabilização dos afetos negativos causados pelo desemprego. Read More →

Saúde mental da população geral e dos profissionais da saúde durante a pandemia de COVID-19

Além de preocupações quanto à saúde física, a COVID-19 acarreta ainda repercussões sobre a saúde mental. Sintomas de depressão, ansiedade e estresse têm sido reportados pela população geral e, em particular, pelos profissionais da saúde. As rápidas mudanças na rotina e a instabilidade financeira também podem afetar as relações interpessoais e o bem-estar psicológico. Read More →

Estudos de Psicologia (Campinas) e perspectivas de futuro

O periódico Estudos de Psicologia (Campinas) há 37 anos vêm contribuindo para o avanço científico da área da Psicologia no Brasil e demonstrando a sua importância para a compreensão dos problemas sociais enfrentados nas diversas realidades. Alguns de seus estudos foram apresentados nesta Semana Especial, contudo, outros artigos estão disponíveis para consulta na coleção SciELO. Read More →

Existem diferenças de gênero entre os bolsistas produtividade do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)?

Pesquisa compara, por gênero, a distribuição e a produção científica de docentes da Pós-Graduação stricto sensu e evidencia prevalência feminina nas áreas como Ciências Humanas e Linguística, Letras e Artes e prevalência masculina nas Ciências Exatas e da Terra e Engenharias; e diferenças de gênero a favor dos homens nas bolsas produtividade. Conclui-se por uma redução das disparidades de gênero na ciência. Read More →

Mudei de escola, e agora?

Mudanças de escola acontecem na vida dos estudantes. Como eles lidam com os desafios de deixar o conhecido e enfrentar o novo? Acompanhando crianças na transição do Ensino Fundamental, pesquisa revelou que os estudantes respondem diversamente à mudança de escola, conforme a ecologia das escolas de origem e destino. Read More →

Comportamento antissocial tem um papel impactante na vida de crianças dos 6 aos 11 anos

Estudo revela a importância da prevenção primária e da identificação de prioridades de intervenção, focadas, essencialmente, nas diferenças entre sexos, contextos e populações em crianças em idade escolar, dos seis aos onze anos, com comportamentos antissociais. Neste sentido, a prevenção e intervenção realizadas num período precoce na vida das crianças, permitirá a redução dos comportamentos delinquentes e criminais no futuro. Read More →

O papel dos professores no desenvolvimento socioemocional do estudante

Como desenvolver habilidades socioemocionais? Quem ensina? Embora as respostas estejam abertas ainda, estudo enfocou essas questões, desenvolvendo uma ferramenta para avaliação do suporte recebido na escola para habilidades não cognitivas. O instrumento busca avaliar o ‘clima’ socioemocional da relação aluno-professor. Read More →

Disciplina e motivação fazem a diferença na aprendizagem autorregulada

Estudo avalia a adoção de estratégias de aprendizagem por estudantes universitários ingressantes, que formaram quatro grupos homogêneos. Concluiu-se que somente o grupo de estudantes altamente regulados apresentou escores mais altos na orientação motivacional à meta de realização domínio. Read More →

Qual a satisfação com a vida de idosos longevos que vivem em domicílios intergeracionais?

A população idosa com 80 anos é a que mais cresce no Brasil e no mundo. No contexto dos domicílios, o papel familiar assumido pela pessoa idosa influencia o seu estado de humor e a preservação da funcionalidade. Para analisar essa e outras questões, estudo investigou se o arranjo do domicílio (morar só, acompanhado por uma ou duas gerações, ou três gerações) possuem associações com variáveis de desempenho funcional, satisfação com a vida, humor e suporte social em idosos longevos residentes no Distrito Federal. Read More →