Category: Ha

“Arte e Cidade” aborda as intervenções artísticas que compõem as paisagens urbanas

Horizontes Antropológicos apresenta artigos com base em pesquisas sociais e etnográficas que mobilizam na cidade as cores, sons e tons que reúnem artistas em suas práticas, que interpretam as intervenções artísticas urbanas. Esta edição, organizada por Cornelia Eckert (UFRGS), Glória Diógenes (UFC), Ligia Dabul (UFF) e Ricardo Campos (CICSNova), traz textos que atualizam as expressões criativas nas cidades pesquisadas, que informam as políticas públicas ou suas ausências, que esclarecem os processos de politização das expressões ou reconhecem em suas marcas as denúncias, ou os silêncios de participações e as invisibilidades das intolerâncias e discriminações. Read More →

Horizontes Antropológicos apresenta edição temática sobre ‘Antropologia e Emoções’, com ênfase nos conceitos e perspectivas teóricas

A antropologia das emoções se constituiu como área autônoma de investigação na cena antropológica norte-americana nos anos 1980. Três autoras são referências canônicas: Lila Abu-Lughod, Catherine Lutz e Michelle Rosaldo. De suas obras extraímos alguns conceitos-chave que nos servirão aqui para delinear os contornos gerais do campo que, no Brasil, já pode, hoje, ser considerado sólido o suficiente para não permitir o recurso à “originalidade” como forma de justificar uma iniciativa intelectual. Read More →

Antropologia dos Museus com ênfase para a destruição do Museu Nacional

Horizontes Antropológicos em sua edição de número 53 é dedicada à Antropologia dos Museus e, especialmente, ao Museu Nacional, destruído por um incêndio no ano de 2018. Além disso, aborda temas que revelam inquietações e novidades para aqueles que trabalham na área de antropologia dos museus. Read More →

Horizontes Antropológicos publica dossiê sobre religião no espaço público

Periódico explora teórica e etnograficamente várias dimensões da religião no espaço público e interpela as noções clássicas de secularização – enquanto recuo da religião na sociedade e seu deslocamento para a esfera do privado, e de laicidade – enquanto autonomia radical do Estado em relação às igrejas, religiões e crenças. Read More →