Tag: Almanack

O Centro da Lavoura e Comércio cafeeiro: contradições de um país escravagista nas grandes exposições internacionais

Enunciando a entrada do Império do Brasil nas grandes feiras internacionais, o texto evidencia a tentativa de construir uma imagem positiva do país em relação às demais nações do mundo e simultaneamente a resistência dos cafeicultores em abolir a escravidão. Além disso, mostra como os membros do Centro da lavoura e do comércio se aproveitaram das fragilidades do Estado para que pudessem assumir a representação do Brasil nas exposições internacionais. Read More →

A cultura visual na representação das independências

Óleo sobre tela. Símon Bolívar do lado direito com traje militar, cor vermelha e preto, bigode e barba. Olhar sereno. Figura feminina do lado esquerdo, roupa cinza e laranja, com chapéu. Rosto tranquilo. Fundo escuro.

O estudo dos registros visuais e audiovisuais no estudo das independências nas Américas é o objeto do último dossiê lançado pela Revista Almanack. Nele, as autoras buscam, através da cultura visual, fornecer elementos para o estudo das independências através da imagética que contribuiu para a sedimentalização de imaginários, exercícios de poder e hierarquizações sociais. Read More →

Os privilégios honoríficos na cultura jurídico-política brasileira do século XIX

O “direito da nobreza” analisado à luz das mudanças e da cultura jurídico-políticas brasileiras no século XIX é o objeto do artigo em questão, que buscou, através da Constituição outorgada de 1824, dos textos doutrinários e dos Anais do Parlamento Brasileiro compreender a relação estabelecida entre o estado constitucional e os antigos privilégios de nascimento. Sendo o sistema constitucional, na letra da Constituição, o responsável por prever as principais alterações nas legislações e procedimentos vigentes reiterando, assim, o espaço monárquico constitucional como não vinculado juridicamente à nobreza. Read More →

As fronteiras e sua dimensão transfronteiriça na América Ibérica

A fronteira e suas relações transfronteiriças na América Ibérica são elementos fundamentais da compreensão da construção dos estados nacionais no ocidente dentro dos “paradigmas estatais” do século XIX e são objeto de análise do novo Dossiê, de número 27, da Revista Almanack. Read More →