Category: Ciências Humanas

Gênero e violência: um tema estruturante na história das mulheres e nos estudos feministas

A violência de gênero é um tema recorrente nas edições da Revista Estudos Feministas. De que modo as diversas modalidades de violência vêm sendo abordadas ao longo do tempo e quais rupturas ou permanências encontramos em torno da temática? Estes são os assuntos tratados neste post. Read More →

Revista Estudos Feministas: trajetória da REF e programação para a Semana Especial do Blog SciELO em Perspectiva | Humanas

De 28 de outubro a 1° novembro de 2019, a Revista Estudos Feministas participa da Semana Especial no Blog SciELO em Perspectiva | Humanas, apresentando debates acadêmicos e pesquisas que abordam temas e problemas contemporâneos publicados no periódico. Violência de gênero, racismo, identidades queer são assuntos que estarão em destaque, ao lado de informações sobre a REF, sua trajetória e as perspectivas editoriais. Vamos juntos entrar nessa história? Read More →

Qual o papel da escola no uso da LIBRAS para educação de surdos?

Consagrada como língua natural, a LIBRAS ganha vulto no momento em que se consolidam as políticas de inclusão dos surdos. Desafios teóricos a serem superados são analisados em estudos conceituais sobre a LIBRAS, visando a integração da comunidade surda na escola e nos processos de alfabetização. Read More →

Imprensa francesa nas Américas: um debate transnacional

Periódico História (São Paulo, v. 38), traz o dossiê “A imprensa francófona nas Américas nos séculos XIX e XX” com artigos de estrangeiros e brasileiros que refletem sobre o papel da imprensa francesa nas Américas e dos mediadores que ajudaram a inserir a região no debate transnacional. Read More →

Passado, presente e futuro das Amazônias em 125 anos de história do Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi. Ciências Humanas

Na comemoração dos seus 125 anos, o Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi. Ciências Humanas (BMPEG. Ciências Humanas) destaca os esforços de registros e pesquisas para preservar as línguas indígenas da Amazônia realizadas por pesquisadores nacionais e internacionais, além de temas como antropologia, sociologia, história, museologia e saúde. Apresenta pesquisas nas áreas de economia extrativista, patrimônio indígena e terra preta arqueológica e discute mudanças editoriais para o ano de 2020. Confira! Read More →

Há violência, exclusão e silêncio entre jovens estudantes universitários: como superam o silêncio que lhes é imposto?

Pesquisa investigou estratégias de superação da lógica violência-exclusão-silêncio imposta a jovens universitários. Processos educativos não promovem o desenvolvimento pleno. Os seis casos estudados revelaram a ausência da pedagogia dialógica e que estratégias de superação são potenciais recursos educacionais transformadores, que levam do discurso à prática, da opressão à esperança. Read More →

Acesso à educação e o mito da democracia racial

Estudo mostra como o acesso à Educação desmonta o mito da democracia racial brasileiro, refletindo sobre a ideia de democracia racial e analisando as políticas de ação afirmativa, as possibilidades de acesso dos negros ao Ensino Superior e a importância de políticas para o combate às desigualdades raciais. Read More →

Horizontes Antropológicos apresenta edição temática sobre ‘Antropologia e Emoções’, com ênfase nos conceitos e perspectivas teóricas

A antropologia das emoções se constituiu como área autônoma de investigação na cena antropológica norte-americana nos anos 1980. Três autoras são referências canônicas: Lila Abu-Lughod, Catherine Lutz e Michelle Rosaldo. De suas obras extraímos alguns conceitos-chave que nos servirão aqui para delinear os contornos gerais do campo que, no Brasil, já pode, hoje, ser considerado sólido o suficiente para não permitir o recurso à “originalidade” como forma de justificar uma iniciativa intelectual. Read More →

Psicanálise, cinema e adolescência: é possível profanar a educação?

A experiência do Cine na Escola, dispositivo por meio do qual são oferecidas sessões de cinema em conjugação com a abertura de um espaço de circulação da palavra, teve como objetivo refletir sobre alguns efeitos metodológicos para a pesquisa-intervenção com adolescentes em situação de violência e vulnerabilidade. Read More →

Imagens de mulheres em sombra e luz

Estudo analisa estratégias visuais adotadas pela cineasta francesa, Germaine Dulac, nos anos 1920, na criação de novas formas de representação da mulher, fora dos padrões predominantes no cinema daquele período. A pedagogia visual de Germaine Dulac configurava mulheres em luz e sombra, superposições e transparências, tendo como foco a força avassaladora do desejo feminino. Read More →