Tag: Brazilian Journal Of Nephrology

Qual o benefício da diálise em idosos internados em UTIs?

Resultado de um estudo retrospectivo demonstrou que, em pacientes com mais de 70 anos em terapia intensiva, a diálise não alterou a mortalidade. Em tempos de estímulo à intervenção médica e excessiva utilização da tecnologia, seja no tratamento ou diagnóstico, essa conclusão é positiva, à medida em que reforça a necessidade do uso racional da terapia médica. Read More →

Como tratar o hiperparatireoidismo relacionado ao distúrbio mineral ósseo da doença renal crônica?

A paratireoidectomia é o tratamento cirúrgico de escolha para pacientes com hiperparatireoidismo relacionado a doença mineral e óssea da doença renal crônica (DRC). Este estudo brasileiro avalia a segurança e a taxa de complicação da paratireoidectomia, sem tecnologias adjuvantes, no tratamento do hiperparatireoidismo secundário e terciário, associado à DRC. Read More →

O cenário evolutivo do transplante renal no Brasil: Hospital Universitário publica seus resultados

Em uma avaliação de pouco mais de 1.000 transplantes renais, realizados ao longo de três décadas, pesquisadores da UNESP-Botucatu evidenciaram uma tendência de melhora dos resultados, apesar de piora do perfil dos pacientes. Esses resultados, possivelmente, podem ser extrapolados e refletem o desenvolvimento histórico no campo da transplantação. Read More →

“Patient first” versus “Fistula first”: discussão sobre o impacto dos AAD em importantes parâmetros da diálise

Estudo amplia a discussão do impacto do alto fluxo de acessos arteriovenosos na qualidade da diálise, medida pelo Kt/V e associam o acesso de alto débito com o aumento do risco de sobrecarga de volume, contribuindo para a discussão “patient first” versus “fistula first”: a fístula é a melhor escolha para todos os pacientes? Read More →

Qual a realidade atual do tratamento no Brasil para Inquérito de Diálise Crônica?

Estudo realizado pela Sociedade Brasileira de Nefrologia e pesquisadores, mostra que, em 2016, o número total de pacientes e as taxas de incidência e prevalência em diálise no Brasil continuam a aumentar de forma constante enquanto a taxa de mortalidade ficou estável. Há discrepâncias regionais e estaduais evidentes nessas taxas. Read More →