Nas tramas do neoliberalismo: o pensamento social de Christian Laval e Pierre Dardot

Trabalho, Educação e Saúde destaca uma análise da resolução inédita da Organização Mundial da Saúde que estabelece a transparência de custos e preços de medicamentos do setor farmacêutico e um diagnóstico crítico das relações entre trabalho, educação e juventudes contemporâneas, por meio de um diálogo com o pensamento social dos pesquisadores franceses Christian Laval e Pierre Dardot. Read More →

Acompanhamento telefônico realizado por enfermeiros reduz a mortalidade em pacientes com insuficiência cardíaca?

Indivíduos com diagnóstico de insuficiência cardíaca necessitam de atenção nos cuidados medicamentosos e não medicamentosos, após episódios de alta hospitalar. O presente estudo mostra que o acompanhamento realizado, via telefone, por enfermeiro teve importante resultado reduzindo internações repetidas e mortalidade. Read More →

Horizontes Antropológicos apresenta edição temática sobre ‘Antropologia e Emoções’, com ênfase nos conceitos e perspectivas teóricas

A antropologia das emoções se constituiu como área autônoma de investigação na cena antropológica norte-americana nos anos 1980. Três autoras são referências canônicas: Lila Abu-Lughod, Catherine Lutz e Michelle Rosaldo. De suas obras extraímos alguns conceitos-chave que nos servirão aqui para delinear os contornos gerais do campo que, no Brasil, já pode, hoje, ser considerado sólido o suficiente para não permitir o recurso à “originalidade” como forma de justificar uma iniciativa intelectual. Read More →

Cães da raça Dachshund podem desenvolver meningioma retrobulbar?

Estudo com uma fêmea da raça Dachshund que apresentava sinais neurológicos alterados resultaram em um diagnóstico de lesão multifocal. Na necropsia, foi constatado que se tratava de um tumor raro na região retrobulbar, que acomete apenas 3% dos cães. A pesquisa chama atenção para a importância da inclusão desta possibilidade de patologia durante o diagnóstico. Read More →

Comunicação em prol da tolerância

As perspectivas teórico-metodológicas empreendidas pelo campo da Comunicação, em sua interdisciplinaridade, estão diretamente relacionadas ao tempo e sociedade vividos, refletindo, assim, as suas necessidades. Em um contexto carente por maior tolerância, ao mesmo tempo que clama por resistência às injustiças, o periódico Intercom: Revista Brasileira de Ciências da Comunicação traz nove artigos que demonstram um pouco sobre como essas questões estão sendo trabalhadas academicamente pelo campo comunicacional. Read More →

O viés empregatício como elo entre grupos geograficamente próximos e socialmente distantes

A partir do conceito de efeito-território e de 90 entrevistas com moradores, o autor analisou a dinâmica social dos bairros Calabar, Vale das Pedrinhas e Bate Facho, em Salvador (BA). O estudo demonstrou que o contexto sociorresidencial impacta na mobilidade socioeconômica e nas condições de vida dos entrevistados por meio de uma série de processos e mecanismos, operados na escala do bairro, que foi identificada nas dimensões material, social e simbólica. Read More →

Quais os desafios para a prevenção do suicídio entre crianças e adolescentes brasileiros?

Evidências científicas alertam para aumento nos casos de suicídio entre crianças e adolescentes, no mundo todo, inclusive no Brasil. Estudo apresenta os fatores de risco relacionados ao fenômeno, bem como reflexões que podem vislumbrar caminhos para a prevenção do suicídio nesta população específica. Read More →

Disputas político-conceituais sobre a governança das metrópoles: o embate entre neoliberalismo e gestão participativa

A edição 45 do Cadernos Metrópole está focado no debate dos aspectos da governança das cidades e metrópoles, que articula interesses controversos entre governo, mercado e sociedade. O conjunto dos artigos selecionados revelou uma produção que tem debatido principalmente a conjuntura desde 2013, com destaque para casos locais que descrevem políticas públicas como mobilidade urbana, movimentos sociais e instrumentos urbanísticos. Read More →

Por que os megaeventos são difusores da ideologia (neo)liberal na produção do espaço?

A partir dos anos 1990, o ideário neoliberal influencia a implementação estrutural de uma forma de gestão que concebe o desenvolvimento social como resultado espontâneo do crescimento econômico e privilegia os grandes grupos econômicos na formulação de políticas. Os megaeventos recentes, a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016, são exemplos dessa dinâmica. Read More →

Quanto o Estado e o setor privado se articulam de modo a promover a elitização do espaço?

A região de Venda Nova, na região metropolitana de Belo Horizonte, sofre transformações impulsionadas pelo Poder Público que têm como objetivo garantir a reprodução ampliada do capital, com a oferta de novos empreendimentos/serviços urbanos decorrentes dos investimentos, públicos e privados, que se estruturam a partir de grandes equipamentos. Entre as consequências, está a gentrificação de espaços antes ocupados por populações de baixa renda, que são expulsas dessa região. Read More →